Busca Home Bazaar Brasil

Erika Verzutti: uma grande aposta da Bazaar Art

Ela se prepara para expor na próxima edição da Bienal de São Paulo

by redação bazaar
Escultura 'Cisne com Martelo', de 2013 - Foto: Divulgação

Escultura ‘Cisne com Martelo’, de 2013 – Foto: Divulgação

por João Perassolo

Este promete ser um grande ano para a escultora paulistana Erika Verzutti. Depois de figurar no ano passado no último Panorama da Arte Brasileira, tradicional mostra no Museu de Arte Moderna de São Paulo, ela se prepara para expor na próxima edição da Bienal de São Paulo a partir de setembro. No meio tempo, entre abril e maio, o centro cultural Pivô recebe um conjunto de obras da artista, sua primeira individual em uma instituição brasileira, que foi batizada Cisne, Pepino, Dinossauro. Depois, segue para a Bienal de Santa Fé, no Estado norte americano do Novo México.

Nascida em 1971, Verzutti fez seu nome com esculturas que misturam elementos e materiais díspares, como pedra, concreto, bronze, madeira e argila. A paulistana lida com questões próprias à linguagem escultórica, criando reflexões sobre volume, materialidade e vazio em obras que “incorporam o erro”, isto é, exibem respingos, restos e amassados. Isso tudo sem deixar de lado o rigor técnico Escultura ‘Cisne com Martelo’, de 2013 e as referências à história da arte na execução das peças. Seu ofício se estende a desenhos, colagens, pinturas e fotografias.

Valorizada por galerias dos Estados Unidos, da Europa e da Ásia, ela é representada pela casa paulistana Fortes Vilaça e pela londrina Alison Jacques. Seu trabalho está em importantes coleções públicas como o Instituto Inhotim, no interior de Minas Gerais, o Guggenheim, em Nova York, e a Coleção Cisneros, em Caracas.