Busca Home Bazaar Brasil

Dicas para comprar um vestido de noiva vintage

Confira a tendência de cada década e o que levar em consideração ao escolher uma peça dessas

by Guilherme Rodrigues
Foto: divulgação

Foto: divulgação

Sabemos o quão difícil é encontrar o vestido ideal para o casamento, principalmente quando você procura por algo vintage. Pensando nisso, fomos atrás de dicas para acertar na compra e nos cuidados de um vestido de noiva antigo.

Nada de pele à mostra. Até a década de 1990 os vestidos de noiva eram muito formais e cobriam boa parte do corpo. Logo, se você quiser um vestido que tenha as costas de fora, ou algum decote ousado, uma peça antiga não é para você.

Faça uma pesquisa nas mídias sociais. Assim como quando você corta o cabelo, acaba levando algumas referências do estilo, é interessante separar inspirações para a roupa do grande dia. Crie uma pasta com fotos de vestidos que você gosta  - o Pinterest e o Instagram são ótimos para essas pesquisas.

É importante saber, também, as características dos vestidos de cada década. Veja abaixo!

1950: Os vestidos tinham saias surpreendentemente volumosas de cetim, renda, seda ou tule. Porém esse estilo é raramente visto, dado a qualidade e quantidade de tecido utilizado. Se você estiver procurando apenas para o casamento civil, ou não se importar com o comprimento, dê uma olhada nos vestidos de baile dos anos 50 nos tons de marfim.

1960: Os anos 60 têm vestidos simples, elegantes, cortados próximos ao corpo. É um vestido coluna que pode ter plissados e rendas.

1970: Se você está com vontade de se casar de uma forma mais casual, os vestidos dos anos 70 irão lhe ajudar a entrar nesse mood, já que costumam ser fluidos e de algodão. É comum encontrar vestidos de noiva hippie com saias longas.

1980: Os vestidos da década de 80 são um exagero extra. Se você é uma noiva teatral, irá adorar. Há modelos incríveis, com mood bem Lady Gaga.

1990: Os anos 90 nos deram os slip dresses (vestido camisola) e os vestidos sereia. São totalmente opostos, mas ambos destacam o corpo. São os mais fáceis de se encontrar.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Considere as condições
A parte mais difícil da compra é conseguir um bom ajuste – nem sempre o vestido cabe como uma luva e muitas vezes alterações não são uma opção. Antes de se apaixonar pelos modelos, fique atenta ao tamanho, experimente, olhe as costuras e tenha certeza de que é possível adaptá-lo às suas medidas, caso seja preciso.

Olhe também o tecido em geral, veja se não há manchas – lembre-se que ele provavelmente já foi para a lavanderia, ou seja, aquela mancha não sairá dali tão facilmente -, rasgos ou qualquer deficiência no tecido.

Se for amor à primeira vista, confie em você. Quando se trata de peças vintage, elas circulam muito rápido. O que está na loja hoje, pode não estar amanhã, então garanta sua escolha.