Busca Home Bazaar Brasil

Bazaar destaca o melhor do off-SP-Arte

Galerias e instituições programam exposições esta semana

by elav
O Gesto e o Signo, de Damien Hirst - Foto: Divulgação

O Gesto e o Signo, de Damien Hirst – Foto: Divulgação


Por Juliana Monachesi

Chegou o dia! Nesta quarta-feira (03.04) acontece a abertura para convidados da mais importante feira de arte contemporânea da América Latina, a SP-Arte. Em sua 9ª edição, o evento está estrelado: mais de 40 galerias estrangeiras, sendo que 6 estão no top 10 de poderosos do mundo da arte. E, para coincidir com a feira, galerias e instituições programaram aberturas de exposições durante esta semana. Confira a seguir as que acabaram de abrir e outros vernissages que vêm por aí.

O QUÊ : O Gesto e o Signo
ONDE : White Cube São Paulo

A exposição coletiva reúne obras dos artistas Kristin Baker, Mark Bradford, Damien Hirst, Sergej Jensen, Jacob Kassay, Julie Mehretu, David Ostrowski, Sterling Ruby e Daniel Senise.

Hemisphere, de Olafur Eliasson - Foto: Divulgação

Hemisphere, de Olafur Eliasson – Foto: Divulgação


O QUÊ
: Olafur Eliasson
ONDE : Galeria Luisa Strina e Galpão Fortes Vilaça

Duas instalações do artista dinamarquês e vários trabalhos inéditos apresentados em duas galerias diferentes marcam a estreia de Olafur no circuito comercial brasileiro.

Obra de Jonathas de Andre - Foto: Divulgação

Obra de Jonathas de Andre – Foto: Divulgação


O QUÊ
: André Komatsu e Jonathas de Andrade
ONDE : Galeria Vermelho

Komatsu discute conceitos de território e fronteira por meio de esculturas e intervenções executadas diretamente na arquitetura da galeria. Jonathas de Andrade reconstrói o painel de uma casa tropical moderna em tamanho real, em que os azulejos são transformados em peças de fibra de vidro modulares.

O QUÊ : Hamish Fulton e Vik Muniz
ONDE : Galeria Nara Roesler

O artista inglês que fez da caminhada uma forma de arte exibe os registros em fotografia, gravura e textos de sua mais recente jornada, pelo deserto do Atacama, no Chile. Vik faz sua primeira individual na galeria, mostrando novas obras da série de revista picotada que reproduz pinturas clássicas.

O QUÊ : Regina Silveira – Offscale
ONDE : Galeria Luciana Brito

A artista investiga os inúmeros significados da gestualidade manual em esculturas, desenhos e animações gráficas; no anexo da galeria, Regina apresenta “Dark Swamp (Ninho)”, instalação que ocupa todo o espaço, na qual um enorme ovo negro é rodeado por crocodilos.

Obra de Wolfram Ullrich - Foto: Divulgação

Obra de Wolfram Ullrich – Foto: Divulgação


O QUÊ
: coletiva Luz e Sombra + Wolfram Ullrich
ONDE : Raquel Arnaud

O artista alemão exibe 16 objetos de parede de aço pintados com cores vivas que testemunham seu interesse pela perspectiva e pela arte concreta. Já a coletiva, com curadoria de Cauê Alves, reúne obras dos artistas Arthur Luiz Piza, Cassio Michalany, Waltercio Caldas, Richard Serra, Carlos Fajardo e José Resende.

QUINTA, 4

O QUÊ : Assume Vivid Astro Focus
ONDE : Casa Triângulo

O coletivo de um homem só AVAF, que conta com colaboradores esporádicos, dedica-se na nova exposição a protestar contra a descaracterização do baixo Augusta por conta de empreendimentos imobiliários e a da consequente gentrificação da área mais cheia de personalidade de São Paulo.

O QUÊ : O Interior Está no Exterior
ONDE : Casa de Vidro e Sesc Pompeia

Hans Ulrich-Obrist volta à cidade para inaugurar a segunda etapa do projeto desenvolvido para a Casa de Vidro, que foi projetada por Lina Bo Bardi. Neste segmento, 35 artistas e arquitetos nacionais e internacionais mostram obras especialmente para o espaço da casa.

SÁBADO, 6

Obra de Boris Cossoy, da coleção Itaú de Fotografia Brasileira - Foto: Divulgação

Obra de Boris Cossoy, da coleção Itaú de Fotografia Brasileira – Foto: Divulgação


O QUÊ
: Coleção Itaú de Fotografia Brasileira
ONDE : Instituto Tomie Ohtake

A curadoria de Eder Chiodetto, que foi exibida ano passado em Paris, na Maison Européenne de la Photographie, aporta em São Paulo incluindo obras que não estavam na mostra original. A exposição a apresenta 94 obras em um recorte do acervo de imagens fotográficas do Banco Itaú do final da década de 1940 até hoje.

O QUÊ : O Agora, o Antes – Uma Síntese do Acervo do MAC
ONDE : MAC USP (Nova sede)

Para celebrar a tão aguardada inauguração definitiva da nova sede do Museu de Arte Contemporânea da USP, no antigo prédio do Detran – que foi reformado e adaptado para guardar a valiosíssima coleção de arte brasileira moderna e contemporânea – o curador Tadeu Chiarelli organizou uma releitura do acervo.

A Casa das Fontes, de Sandra Cinto - Foto: Divulgação

A Casa das Fontes, de Sandra Cinto – Foto: Divulgação


O QUÊ
: Sandra Cinto – A Casa das Fontes
ONDE : Casa do Sertanista – do Museu da Cidade de São Paulo

Concebida especialmente para o espaço da Casa do Sertanista, a instalação de Sandra Cinto resulta de uma intensa pesquisa sobre a arquitetura da casa e seu uso: fontes d’água funcionais de diferentes dimensões ocupam os cômodos da casa.