Busca Home Bazaar Brasil

O melhor de Miami Basel

Especialmente para Bazaar, o curador e art advisor Lawrence Van Hagen compartilha suas dicas para aproveitar a cidade durante a feira

by Felipe Stoffa
Miami Basel, 2017 - Foto: Divulgação

Miami Basel, 2017 – Foto: Divulgação

Grande colecionador e dono da LVHART, consultoria de arte com atuação mundial, o francês Lawrence Van Hagen é frequentador assíduo das principais feiras que agitam o calendário artsy. Há quatro anos visita a Miami Basel, braço americano da suíça Art Basel, uma das maiores do mundo. “Acredito que o foco da Miami Art Basel é manter a atração para colecionadores americanos e os locais, pois Miami não possui muitas galerias. Mas também existe aqui um grande potencial para os artistas latino americanos. Além disso, ela se tornou um evento que une moda, música, gastronomia, design, etc.”, diz.

Lawrence Van Hagen - Foto: Arquivo Pessoal

Lawrence Van Hagen – Foto: Arquivo Pessoal

Há dois anos, Lawrence também atua como curador a frente da What’s Up, circuito de exposições que acontecem no ambiente das feiras. “A ideia é realizar três mostras por ano, entre Londres, Hong Kong e Nova York. Gosto de apresentá-las nas grandes feiras pois isso me permite ser incluído como parte da programação oficial e de todas as atividades, além de atrair muitos visitantes”, conta.

Wynwood District - Foto: Reprodução

Wynwood District – Foto: Reprodução

PASSEIOS
“Para mim, o bairro mais artístico da cidade é o Wynwood District. Gosto de passar um tempo, andar por lá. Tem ótimas lojas e galerias, além de uma atmosfera muito cool, com grandes construções que no passado funcionavam como armazéns e agora foram revitalizadas. Muitas de suas fachadas possuem intervenções com grafite. Assim que encerro minha visita a feira, gosto de ir direto às instituições privadas, como a Margulies, que é incrível, e a Rubell, com uma ótima curadoria do acervo, além de que a família está sempre em busca de novos artistas.”

Pérez Museum - Foto: Reprodução

Pérez Museum – Foto: Reprodução

MUSEUS
“Faço sempre um tour pelos principais museus. O Pérez Museum é ótimo para se conhecer artistas latino americanos. As melhores curadorias encontro no Bass Museum, enquanto o Faena Art Centre possui projetos incríveis e inovadores. No Design District, vou ao Gagosian x Jeffrey Deitch. É simplesmente demais!”

Casa Tua - Foto: Reprodução

Casa Tua – Foto: Reprodução

ONDE COMER
“Gasto cerca de um dia e meio só para visitar a feira e aproveitar ao máximo tudo que acontece lá. Então, quando não quero perder tempo, almoço rapidamente no UBS Lounge ou em outros espaços da Miami Basel. Quando não tenho eventos ou alguma festa na agenda, almoço na Casa Tua ou no Cecconi’s. Para mim, quanto mais simples o local, melhor. Em ambos, a pedida é o spaghetti ao pomodoro. Já no jantar, gosto do Mr. Chow, Milos ou o Matador Room. São lugares com um ótimo ambiente e uma comida deliciosa. Recomendo principalmente o Mr. Chow, que durante o período da feira possui um cardápio customizado”.

Saxony Bar, no Faena Hotel - Foto: Reprodução

Saxony Bar, no Faena Hotel – Foto: Reprodução

NOITE
“Não existe um local específico em que todos se encontram após a feira. Isso normalmente acontece em festas privadas ou outros meetings, pois estamos sempre correndo de um evento para outro. Acho que na Miami Basel encontramos uma mescla entre profissionais, amantes de arte e, principalmente, uma galera muito festeira, o que não ocorre na Suíça. Para aproveitar a noite, gosto da Maison Perrier Jouet e do Saxony Bar, que fica no Faena Hotel. Para mim, a pedida é simples: tequila seguida de água com gás! Preciso estar acordado e atento no dia seguinte.”

Praia de Miami - Foto: Reprodução/Justin Hilton

Praia de Miami – Foto: Reprodução/Justin Hilton

RELAX
“Aproveito ao máximo a cidade e sempre que vou fico por três dias inteiros e quatro noites. Procuro acordar bem cedo para correr na praia e depois tomar um café da manhã reforçado, principalmente porque alivia o jet lag. Acho que meu local preferido para descansar após o encerramento da feira é a praia. Mas, na minha opinião, o melhor é fechar uma pequena viagem para algum outro lugar próximo de Miami. Ano passado fui para Tulum, que fica a uma hora de Cancun. Neste ano o destino é Bahamas! Vou passar um tempo no novíssimo hotel The Other Side. Fica na frente da Harbour Island e só possui seis quartos, entre tendas e cabanas de luxo. Puro relax!”