Busca Home Bazaar Brasil

Patagônia do início ao fim

O Chile pode ser a grande estrela entre viajantes que querem explorar a beleza intocável da parte mais meridional da América do Sul

by redação bazaar

por Paula Roschel

 Lagos ao norte

Aos que gostam de frio moderado, a região de Los Lagos entrega esporte, boa gastronomia e paisagens. Nos entornos de Osorno, por exemplo, que está a mais de 900 km de Santiago e a 260 km de Bariloche, com ligação até esse outro destino turístico através do Passo Internacional Cardenal Antonio Samoré, você encontra atividades em termas que revigoram corpo e mente Os principais atrativos: lagos belíssimos e termas de “Puyehue” e “Aguas Calientes”.

Patagônia Chilena - Foto: Divulgação

Patagônia Chilena – Foto: Divulgação

Para se hospedar: Com sistema all inclusive e tendo em suas dependências as disputadas piscinas com águas termais, o hotel Puyehue Wellness & Spa Resort oferece a estrutura ideal para quem quer aproveitar a região sem se movimentar tanto pelos caminhos patagônicos, deixando de lado o aluguel de carro. Um dos pacotes engloba não apenas todas as refeições, como transfer de ida e volta até o aeroporto e atividades indoor e outdoor (trekking, caiaque, pesca e passeios de bicicleta).

Termas de Puyhue - Foto: Divulgação

Termas de Puyhue – Foto: Divulgação

 

Chegando ao extremo

Se sua vontade de conhecer a Patagônia chilena envolve pinguins, geleiras e uma boa dose de aventura, que tal se jogar num cruzeiro de expedição que também vai englobar o extremo sul da Patagônia argentina?

Com uma das saídas de Punta Arenas, no Chile, o Australis conta com embarcações que chegam até Ushuaia, cruzando o mítico Cabo Horn e desembarcando em ilhas repletas de pinguins. Isso sem contar os passeios em botes até o pé de geleiras de proporções gigantescas.

Piloto Glacier - Foto: Divulgação

Piloto Glacier – Foto: Divulgação

Aproveite para tomar o drink típico, uma especialidade do bar do navio, batizado de Calafate Sour. Os principais atrativos: passeios nas “pinguineras”, ilhas repletas de pinguins de Magalhães, descida nas geleiras, navegação pelo mítico Cabo Horn.

Para se hospedar: A dica é migrar a hospedagem, após o cruzeiro, da Patagônia chilena para Patagônia argentina, ficando na pequena e charmosa Ushuaia. Por lá, o Hotel Arakur é a melhor opção, com ótimo restaurante, passeios pelos bosques úmidos do entorno e um spa com a melhor vista do Canal de Beagle.

Hotel Arakur Ushuaia -Foto: Divulgação

Hotel Arakur Ushuaia – Foto: Divulgação