Busca Home Bazaar Brasil

Modelos se unem contra assédio na indústria da moda

Os profissionais pedem respeito no ambiente de trabalho

by Guilherme Rodrigues
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Cem modelos se uniram para protestar contra o assédio sexual na indústria da moda. Liderada pela fundadora da Model Alliance, Sara Ziff, o novo programa “Respeito” pede que marcas, agências e meios de comunicação assinem um acordo legal para proteger profissionais do ramo.

Naomi Campbell, Karen Elson, Doutzen Kroes, Teddy Quinlivan, Nathalia Novaes, Milla Jovovich, Caitriona Balfe, Bryce Thompson, Jason Fedele, Geena Rocero, Edie Campbell e Elettra Wiedemann assinaram carta aberta convidando todos profissionais a aderir ao movimento.

Por meio do programa, será possível recorrer a um processo de denúncia confidencial que proteja os modelos contra retaliações e assegure uma investigação independente e consequências duradouras para os assediadores. “Respeito” também pede que os modelos sejam pagos pelo seu trabalho de forma transparente, a fim de reduzir a precariedade econômica que aumenta a vulnerabilidade e o abuso.

foto: Kevin Tachman

foto: Kevin Tachman

No começo desse ano, o “New York Times” publicou um artigo que reunia uma série de acusações feitas contra Bruce Weber e Mario Testino, em que foi relatado abusos por parte desses fotógrafos. Ainda de acordo com o jornal, aceitar esse comportamento já era esperado para aqueles que desejavam ascender na carreira.

Além deles, há anos Terry Richardson vem enfrentando processos de assédio de diversas mulheres, mas foi apenas recentemente que as revistas, marcas e artistas resolveram banir de vez o fotógrafo de suas listas.

Leia também:
Artistas protestam contra falta de mulheres no cinema em Cannes