Busca Home Bazaar Brasil

Giro sustentável: as trends da vez da temporada de Berlim

Feiras de negócios que pipocam pela cidade têm marcas que priorizam a produção responsável

by elav
Primeira fila concorrida no desfile de Isabell de Hillerin, na semana de moda de Berlim - Foto: Getty Images

Primeira fila concorrida no desfile de Isabell de Hillerin, na semana de moda de Berlim – Foto: Getty Images

Por Maíra Goldschmidt, de Berlim

Enquanto Paris apresentava as novidades para a moda masculina, Berlim também movimentou as passarelas durante a edição alemã da Mercedes-Benz Fashion Week, que aconteceu entre 14 e 16 de janeiro de 2014. Mas, por aqui, mais importante do que os desfiles, são as feiras de negócios que pipocam pela cidade com marcas que priorizam a produção responsável.

Ao todo, são mais de 100 etiquetas ou iniciativas sustentáveis com stands no Greenshowroom e no Ethical Fashion Show e outras 96 marcas na Seek, essa última mais focada em slow fashion (movimento que privilegia design exclusivo, duradouro e não segue necessariamente as tendências da estação). É lá que estão os lançamentos das labels do rap Pharrell Williams (a Ice Cream e a Billionaire Boys Club), da Dr. Martens, da Cheap Monday ou da Sandqvist.

Nos lançamentos de inverno 2014, o foco está no pós-consumo. Não basta mais ter uma camiseta de algodão orgânico, é preciso encontrar soluções para o que fazer com ela depois que você não a quer mais. Não à toa, palavras como “desmontável, “upcycling” e “biodegradável” substituíram “orgânico” nas rodas de discussão. Bazaar selecionou quatro exemplos do que está rolando mundo afora – e tem um pouco de Brasil também! Olha só:

Mayta Lara Leal - Foto: divulgação

Mayta Lara Leal – Foto: divulgação

A marca alemã Abury investiu no projeto da designer brasileira Mayta Lara Leal e foi até o Marrocos produzir uma linha de acessórios. O couro de cabra foi curtido e tingido usando substâncias vegetais (sem cromo) e não há nenhuma peça de metal nas bolsas. A coleção deve chegar às lojas em abril.

Look da Reet Aus - Foto: divulgação

Look da Reet Aus – Foto: divulgação

Da Estônia, a Reet Aus cria peças a partir do que sobra da produção de uma fábrica em Beximco, em Bangladesh – a saber: são em lugares assim que a H&M e outras fast-fashion costumam fazer suas roupas.

O tênis da Veja - Vert, no Brasil - Foto: divulgação

O tênis da Veja – Vert, no Brasil – Foto: divulgação

A francesa Veja (Vert, no Brasil) lança novos shapes e estreia com novos materiais – seguindo as mesmas regras de fabricação responsável e feita totalmente em solo brasileiro. Um dos modelos é o Esplar High Top de tecido feito a partir da reciclagem do plástico de garrafas PET. A partir de junho, estará à venda na Zapalla, em São Paulo, ou no site oficial.

Outro tênis, este da holandesa OAT - Foto: divulgação

Outro tênis, este da holandesa OAT – Foto: divulgação

A holandesa OAT produz calçados que não só são biodegradáveis, como trazem sementes para serem plantadas junto com os tênis. Após quatro anos de uso, já é possível “plantar” seu par no jardim, regar e esperar até a plantinha nascer!