Busca Home Bazaar Brasil

Verão da Tory Burch ganha clima de férias no campo

by elav

Fotos: Getty Images

Por Sylvain Justum, de Nova York

A ideia de Tory Burch era remixar clássicos do preppy americano, na visão de uma camponesa que viaja o mundo e incorpora diferentes elementos das culturas por onde passa. Na prática, o verão 2013 da jovem – e já bem crescida, afinal são 70 lojas pelo mundo em oito anos de existência – grife abusa dos vestidinhos easy to wear, de mangas curtas e saia armada, pelos joelhos, e das delicadas camisas de seda, bordadas ou estampadas. Tudo com pegada rústica, repleta de tramas de ráfia ou cestaria, mais uma pitada hippie conseguida pelos sofisticados tie dyes.

O clima é de férias no campo, com meninas desfilando de tranças desarrumadas, make natural e atitude relax. Os prints e alguns colares remetem, apropriadamente, aos campos de trigo. Paira no ar um clima étnico, levemente oriental, talvez pelas referências adquiridas nas andanças da mulher de Tory, ou quem sabe para simpatizar com a maciça presença de compradores asiáticos nas primeiras filas do Lincoln Center. Fato é que a marca não pára de crescer no oriente. Faz sentido.

A inspiração preppy vem discreta, nas golas tricolores dos tricôs em V, nos ótimos slippers de couro e até mesmo nas jaquetinhas curtas. Estas ficam uma graça combinadas com shortinhos de cintura alta. Uma construção de imagem muito bem amarrada, que passa pela exploração do amarelo, cor-fetiche de Tory, aplicada até mesmo nos bancos da platéia. Clique nas imagens abaixo para ver looks da galeria: