Alme – Foto: Divulgação

A Alme, marca do grupo Arezzo&Co, apresenta seu novo posicionamento com a premissa de produtos com menor impacto ambiental, compensação de emissões e da circularidade, além da expansão da grade de numeração até o número 44.

Os pilares da marca (design consciente, sustentabilidade, conforto e respeito à origem brasileira) também são refletidos nos seus pontos de venda. Recursos como o ecogranito, a taipa de pilão e o algodão reciclado foram utilizados no projeto arquitetônico das lojas. Na loja da Oscar Freire também foi instalado um bicicletário, que estimula uma forma ecoeficiente para a mobilidade urbana.

“A reforma da unidade foi pensada com o intuito de ampliar a nova mensagem ecológica da Alme para além dos produtos, se expandindo até a arquitetura”, explica Liana Tessler, arquiteta responsável pelo projeto.

Para desenvolver a análise de ciclo de vida de todos os seus produtos, Alme contratou a UpCycle, consultoria especializada em economia circular que utiliza uma metodologia internacional de padrão ISO14040 para mensurar a pegada de carbono. O resultado do estudo é a mensuração do impacto de cada par de sapatos ao longo da sua vida – medida em quilos de CO². A marca tem o compromisso com a redução do seu impacto ambiental e compensará 100% das suas emissões em projetos de preservação da floresta Amazônica.

O compromisso de Alme vai além da venda do produto. Ela oferece para os consumidores alternativas de circularidade, como o projeto Alme Retorna, que propõe uma solução mais adequada para descartar seus sapatos que ficaram inutilizados. O sapato (de qualquer marca) pode ser enviado à loja, onde a equipe os encaminha para serem transformados em matérias para outras indústrias, podendo ser utilizadas como combustível na indústria do cimento, por exemplo.

Outra iniciativa de estímulo à economia circular é o ponto de coleta oficial TROC na loja da Oscar Freire. A TROC é um brechó online, e seus clientes poderão enviar roupas para revenda nas TROC bags disponibilizadas nas duas lojas. Alme também continua com suas embalagens de carbono neutro e possuem o selo Eu Reciclo: um compromisso com a cadeia de reciclagem no Brasil.

Para finalizar, o único material de origem animal utilizado em seus produtos é a lã 100% brasileira. A lã de Alme vem do Rio Grande do Sul, oriundas de ovelhas que são criadas soltas e tratadas com carinho. A fazenda onde essas ovelhas são criadas foi visitada pela equipe e escolhida a dedo por compactuar com os ideais da marca do grupo Arezzo&Co.