Foto: @minhavotinha

Por Chiara Gadaleta

O mercado de brechós vinha em pleno desenvolvimento na pré-pandemia e o número chegou a 210% de crescimento, segundo o Sebrae.

Seja por uma questão de estilo, preço ou consumo consciente, a verdade é que garimpar em brechós físicos ou online se tornou uma prática comum.

Foto: @minhavotinha

Para os amantes do vintage, como eu, peças antigas contam histórias e trazem memórias. Para os que buscam boas oportunidades, comprar uma peça de marca por um valor bem menor é sempre um bom negócio e, para aqueles que se preocupam com o impacto ambiental e social de um produto, aumentar a vida útil de uma roupa é sempre uma boa escolha.

Com a crise da Covid-19, os brechós estão utilizando cada vez mais as redes sociais para mostrar peças antigas e cheias de estilo, além de expandir o negócio com ofertas e delivery.  No perfil @brechosecoera você pode acompanhar esse mercado que usa o pós-consumo para gerar novos negócios que impactam positivamente nas comunidades locais e no meio ambiente.

Foto: Divulgação

E para os curiosos e interessados pelos desafios e oportunidades do mercado de pós-consumo, amanhã (22.05), das 10h as 13h30, o Time Ecoera ( www.portalecoera.com.br)  conduzirá um webinar via Zoom com transmissão ao vivo pelo Youtube.

Clique aqui para se cadastrar

Clique aqui para o canal do youtube

Bjs,

Chiara.