Conheça a marca carioca de ecobeachwear VNTTA – Foto: Divulgação

O verão, com ou sem dias ensolarados no Brasil, pede uma boa peça de moda praia. Aquela que a gente compra com gosto sabendo de onde vem o tecido, as ideias das criações e a modelagem elaborada.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Nesse caminho, uma nova marca surge no Rio de Janeiro com o intuito de entregar tudo isso e muito mais. É a VNTTA, que tem sob comando criativo a dupla Camilla Malheiros e Rachel Beyruth.

Considerada uma label ecobeachwear, as peças são feitas a partir de tecidos feitos da recuperação de redes de pesca dos oceanos e, também, com fibras da planta cannabis. O principal foco da marca para este ano é expandir os negócios e levar para um maior número de pessoas as novas peças e modelagens deste verão.

Leia a seguir a entrevista que as diretoras criativas da VNTTA à Bazaar.

Harper’s Bazaar – Antes da gente falar da coleção em si, o comunicado oficial de vocês afirma que “estão em um novo momento da marca”. Que momento é esse? A que ele diz respeito: posição da label, produção, ampliação de mercado? Falem um pouco sobre.

Camilla Malheiros e Rachel Beyruth – O futuro da VNTTA era incerto com toda a pandemia em curso. Decidimos aperfeiçoar o e-commerce e nos aproximamos ainda mais dos nossos clientes. Lançamos a campanha “Em casa de biquíni” e tivemos muita resposta positiva nas mídias sociais. Este ano, houve um crescimento exponencial da marca, o que nos incentivou a arrumar a casa. Aumentamos o mix de produtos e ampliamos nossos pontos de venda.

De que modo e por quais meios vocês se consideram uma marca de ecobeachwear?

O que hoje internamente chamamos de ethos, em um contexto de marca, é a representação de práticas, objetivos e a conexão entre a VNTTA e o seu público. Não negamos que estamos em um mercado completamente associado ao consumo desenfreado. Por isso, queremos agir de forma justa e correta. Não fazemos reposições infinitas e incentivamos os nossos clientes a terem escolhas mais ponderadas. Todos os nossos biquínis, sem exceção, são desenvolvidos com poliamida CO2 Control®️ com certificação de origem. Este artigo entra na cadeia de biodegradável e se decompõe quatro vezes mais rápido no meio ambiente.

Conheça a marca carioca de ecobeachwear VNTTA – Foto: Divulgação

Os tecidos usados por vocês têm viés sustentável? Se sim, quais os mecanismos e técnicas empregados neles?

Temos usado também o tecido Econyl®️ , que é feito por meio da recuperação de redes de pesca dos oceanos e, em seguida, são regenerados em sua forma original. Além do cânhamo, produzido com fibras da planta Cannabis (Hemp), linho e algodão certificado.

A alma carioca é levada aos clientes de que forma? Na modelagem, nas campanhas?

Somos amantes de um estilo de vida solar e despreocupado. Isso por si só já traduz muita coisa. Crescemos na praia, viajamos para destinos de surfe e toda a ideia da label surgiu de uma forma muito natural. O biquíni sempre fez parte da nossa vida. Nas campanhas, a busca por uma estética simples, é sempre levada em consideração. Ser do Rio, para nós, significa ser movida pela simplicidade: na fala, na forma de se vestir, nas relações e na criação.

Os novos modelos “Drap” e “Bossa” são os hits da estação? Contem um pouco da concepção deles.

São. Nesta coleção, nos inspiramos no mar e tudo o que ele nos representa. O som das ondas, a estética fluida, o caimento impecável das nossas peças. Tudo isso fez parte do processo criativo. Já temos modelos clássicos e minimalistas que fazem parte da nossa linha “eterna”, mas os novos modelos contemplam uma linha mais conceitual.

A venda em lojas como a Pinga e a Conceito Ê, em São Paulo, significa que vocês buscam expandir a marca para além do Rio de Janeiro?

Temos conquistado um público fantástico em São Paulo. A troca tem sido muito positiva e isso nos motivou a fortalecer a nossa chegada na cidade. Falando em expansão, de uma forma geral, o nosso foco para este ano é conhecer clientes de outros estados do Brasil. Queremos fomentar as nossas relações e sentir que a mulher brasileira se identifica com a estética simples.