Foto: divulgação
Foto: divulgação

Foi durante o 55º Salão do Móvel de Milão que rolou na primeira quinzena do mês de abril, que a marca Kartell apresentou ao mundo os seus novos mimos. Reconhecida por conta do inventismo que transformou o plástico em uma das matérias-primas mais cobiçadas e versáteis dos séculos 20 e 21, a brand não se cansa de sair na frente. Com fôlego de sobra e sob o comando de Claudio Luti, a empresa atravessou 2015 sem se dar conta das crises econômicas que abalaram diversos países, incluindo o Brasil, onde ela conta com sete representações de peso.

Longe do sobe e desce das bolsas de valores, a Kartell ampliou a sua linha para abraçar de vez o mercado infantil com projetos fresquinhos de uma turma pra lá de badalada. No time da grife figuram nomes como Nendo, Ferruccio Laviani, Piero Lissoni e Philippe Starck. Embora o conceito seja quase requentado – vale lembrar que a peça inaugural da Kartell, a cadeira 4999, de Marco Zanuso e Richard Sapper, de 1964, foi desenhada para a meninada –, retornar a esse segmento é motivo de comemoração. “A Kartell sempre esteve perto das esferas de experiências associadas às crianças, através de conceitos articulados sobre temas da exploração, da investigação e da inovação. Além disso, os nossos produtos são divertidos e cativantes. É por isso que escolhi recuperar essa concepção pertencente à história do design, e dar vazão a uma linha inteiramente dedicada a esse segmento do mercado que ainda não tínhamos coberto”, diz Luti.

Os itens foram idealizados para os pequenos entre 3 e 8 anos, forjados a partir de polímeros sintéticos com pegada revolucionária. O alvo, segundo o presidente da Kartell, é mostrar que é possível ditar tendências e seguir na crista da onda mesmo daqui a cinquenta anos (detalhe que ninguém duvida!). A coleção é recheada pelo mobiliário ajustável e lúdico, a exemplo do balanço de policarbonato transparente ou opaco, de Philippe Starck, do carro e do minitrator com estruturas metálicas e acabamento de acrílico colorido, crias de Lissoni, e do cavalinho e das banquetas de encaixar neocontemporâneos, de Nendo. Já Laviani se encarregou de dar forma à mesa ClipClap, que imita os jogos de construção do tipo Lego (ou o hit dos games Minecraft), estimulando os futuros donos a reinventar o artigo. Ainda neste compêndio, a Kartell difundiu o programa
de customização da Lou Lou Ghost – versão baby da Starck Chair –, que pode vir com o nome da criança inscrito no próprio item ou ainda com uma dedicatória especial do pai da ideia. Para fechar com chave de ouro, somamse à coletânea petit lustres e luminárias em néons e tons pastel, caso da fofa Fl/y, de Ferruccio Laviani, e móveis modulares com releituras atuais para agradar à garotada, de Giulio Polvara e de Ron Arad. Impossível não cair de amores!

:: kartellsp.com.br