Por Nathalia Gomes (@kids2gether)

Quando se mora em um país como o Brasil, a neve é um assunto que desperta curiosidade. É tudo tão diferente dos nossos hábitos, cultura e vestimentas que só vivenciando a experiência para conseguir mensurar a mágica que esses floquinhos brancos fazem com a cabeça da garotada! Mas quem pretende se jogar na neve nas próximas férias com a família precisa redobrar a atenção em alguns pontos para evitar entrar em uma fria.

Estação de esqui

Esqui e crianças: vale a pena?

A maioria das escolas de esqui aceitam e recomendam aulas para crianças a partir dos 4 anos. Mas se prepare: por melhor que seja o instrutor, a maioria das crianças chora sim, não quer fazer aula, cai, fica sentada sem querer participar, etc.. É que, definitivamente, eles ainda não têm tanta maturidade para esse tipo de modalidade.

E convenhamos que, para crianças pequenas, o frio, as roupas, o equipamento e as pessoas falando outro idioma podem não ser a melhor coisa do mundo. Porém, já vi casos em que os pequenos curtiram e ficaram bem orgulhosos quando conseguiram esquiar!

Nathalia e os filhos

Nossa experiência em estações de esqui

Já passamos algumas temporadas esquiando. Mais recentemente, em Park City, foi a estreia do meu caçula João, de 3 anos, na neve. Infelizmente, ele não curtiu muito. Meus gêmeos, que hoje têm 9 anos, também não gostaram muito quando foram com essa idade. Mas atualmente, eles amam!

Ainda, assim, vejo algumas vantagens em levar as crianças para esquiar desde cedo. Afinal, quando se está em família é tudo divertido, e até as quedas são motivos de risada!

Estreia do caçula da família

 

Confira seis dicas para viajar sem estresse!

1. Prepare a criança antes de viajar: Principalmente se elas nunca tiverem ido para uma estação de esqui. O YouTube está cheio de vídeos com crianças esquiando; mostre a elas, fale sobre o local, o que tem para fazer. Experimentem juntos a roupa com os óculos, o capacete, as luvas e o que mais tiver. A criança vai embarcando na fantasia e se empolgando!

 2. Tente ficar em um hotel com entretenimento: Caso não gostem de esquiar, é bom ter um ponto de apoio onde as crianças possam ficar. Há muitos resorts de esqui com creches especializadas, até porque os pais precisam também ter onde deixá-los com segurança enquanto se divertem. Caso não tenha essa opção, os concièrges dos hotéis possuem contato de babás de agência, que geralmente são cadastradas e muito bem recomendadas para a função.

 3. Dê preferência a um um hotel perto das pistas: Facilitar a logística é um fator que precisa ser considerado por quem vai com crianças. Pesquise os resorts e os condomínios, e veja quais dos mais próximos das pistas cabem em seu orçamento. Caso não consiga, a boa notícia é que a maioria das estações de esqui tem sistema de transporte. Em último caso, use o carro e pare nas vagas mais próximas para que não ter que andar muito com todos os equipamentos.

4. Antes de começar as aulas de esqui, reserve um tempo com a criança no local: Deixe eles fazerem bonecos, bolinhas e pularem bastante na neve. Eu não fiz isso e me arrependi, porque cheguei lá e já fui colocando o meu filho na aula. Uma preparação é importante para acostumar a criança e para que que todas as outras atividades na neve se tornem menos assustadoras.

5. Não tente ensinar os seus filhos a esquiar: Eles podem não levar tão a sério. Caso possam, recomendo um instrutor/professor para ensinar a eles. Assim, geralmente eles aprendem sem fazer birra ou manha.

6. Coloque-os para dormir mais cedo: O próprio esporte, somado à altitude elevada da montanha, fazem com que as crianças fiquem cansadas. Ou seja, colocá-las na caminha cedo ajuda e muito. Caso os pequenos tenham o hábito de dormir à tarde, é até melhor!

 

Muito além do esqui

Você quer brincar na neve? Então considere as opções de entretenimento infantil com outras atividades além do esqui nos arredores da região. Isso será muito útil caso as crianças não gostarem de esquiar. Cada família pode exercitar a criatividade: construir bonecos de neve, fazer “ski-bunda” e andar de trenó com os cachorros são algumas ideias certeiras para elas se divertirem! Tenho como meta a palavra diversão, e procurando aproveitar ao máximo esses locais, dá para curtir a viagem naturalmente!

Neve com diversão

Confira mais dicas de viagem no site da Nathália Gomes, mamãe viajante: www.kids2gether.com.br