Portillo é um dos destinos mais concorridos da América do Sul durante as temporadas de inverno graças a sua paisagem deslumbrante – o lugar fica em meio à Cordilheira dos Andes e está a apenas duas horas da capital Santiago interligado por uma das estradas mais bonitas do país, chamada de “Los Caracoles” –, além das 34 pistas de esqui e da gastronomia top.

Pilotado pela família Purcell, que está no comando desde 1961, o resort tem todos os predicados para encantar os viajantes. A história por ali começou no ano de 1887, quando o governo chileno resolveu investir numa linha férrea até a cidade argentina de Mendoza. Para a tarefa, contratou engenheiros ingleses e especialistas noruegueses, entre eles, Elmar Rosenquist e Michel Hermundsen, que se tornaram os primeiros homens a circularem pelas montanhas usando esquis.

O projeto ficou pronto em 1910, e o trem acabou atraindo gente em busca de diversão. Duas décadas depois, com o crescente interesse nos clubes de esqui, foi criada uma pequena hospedaria de frente para a Laguna del Inca, que ganharia novas estruturas no pós-segunda guerra, em 1949. Já sob a batuta de Bob e Henry Purcell, o medalhista olímpico Othmar Schneider assumiu a posição de diretor de esqui e tratou de incluir o Chile no mapa-múndi do esporte.

Hoje, Portillo é o reduto preferido para os praticantes que vivem nos Estados Unidos, Argentina, Brasil, Colômbia, Peru e Canadá. “Temos muito orgulho desse reconhecimento e fazemos questão de acolher os nossos hóspedes de maneira individualizada. O nosso centro de esqui, por exemplo, está preparado para atender desde crianças e adultos iniciantes até profissionais experientes. As aulas são oferecidas em vários graus de dificuldade, sempre com o cuidado de entender as necessidades de cada um. Também acreditamos que o entretenimento familiar ainda pode existir longe da tevê ou da internet (embora o wi-fi funcione perfeitamente pela estação), por isso apostamos em salas de jogos, paredes de escaladas, quadras poliesportivas e atividades manuais. O resultado é que as pessoas incluem Portillo como parada obrigatória para as férias”, diz Henry. E é bem verdade que a maioria só se lembra de atualizar as redes sociais nos intervalos das atrações.

Para relaxar, há piscinas de águas aquecidas debruçadas sobre um skyline de picos nevados, restaurante instalado a 3 mil metros de altitude – o imperdível Tio Bob, com menu descomplicado e saboroso –, academia de ginástica superequipada, sauna, cineminha, bar com música ao vivo, disco e spa. A turma petit conta com programação especial e monitorada para deixar os papais tranquilos. Enfim, Portillo rende uma experiência que certamente deixa saudade. skiportillo.com