Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Você já deve ter ouvido falar da rima “Something old, something new, something borrowed, and something blue” (traduzido para o português, seria “algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul”). Mas, você sabia que não foi sempre assim? Antigamente, na última parte dizia-se: “and a silver sixpence for your shoe”(e uma moeda de seis centavos de prata para o seu sapato).

A seguir, explicamos um pouco da origem de cada uma dessas expressões e por que elas ainda fazem sentido nos dias de hoje.

Algo antigo
Este é um símbolo de ligação da noiva com sua família e seu passado. Por esse motivo, normalmente é a mãe ou avó da noiva que oferecem a peça. Joias de família, um pedaço de renda, véu ou grinalda que pertenceram às antigas gerações são itens comuns de se carregar até o altar.

Algo novo
Trata-se de olhar para o futuro. Simboliza o próximo capítulo da vida da noiva que começará com o casamento. O vestido, flores, anel de casamento, sapatos podem representar essa tradição. É um dos itens mais fáceis de escolher.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Algo emprestado
Segundo essa tradição, uma mulher feliz no casamento deve emprestar algo para a noiva. Com isso, a noiva estaria carregando essa alegria para o seu próprio casamento. Normalmente alguma amiga já casada fica com essa função.

Algo azul
Azul é a cor da fidelidade, pureza e lealdade – todas coisas boas para se ter no dia do seu casamento. Antigamente, as noivas usavam uma faixa azul na cintura, como se fosse um cinto no vestido. Nos dias atuais, o azul vem de forma mais sutil, na sola dos sapatos ou na roupa íntima, por exemplo.

Uma moeda de seis centavos de prata para o seu sapato
Essa peça seria colocada no sapato do pai da noiva minutos antes da entrada. O ato simbolizava o desejo de amor, prosperidade e felicidade no casamento. Essa tradição se tornou mais difícil de ser cumprida porque a moeda sixpence foi tirada de circulação.