Foto: Divulgação

Por Camila Salek

Com a retomada da socialização as celebrações de casamento explodem em todo mundo. Não sei vocês, mas o meu feed do Instagram no ultimo final de semana foi puro casamento. Gente feliz, celebrando etapas da vida, compartilhando momentos. Fiquei, inclusive, muito emocionada pois, após remarcar 3 vezes meu casamento durante a pandemia e decidir me casar em casa, vejo que realmente estamos renascendo para um novo ciclo.

O mercado de casamentos nunca esteve tão aquecido! Praticamente não existem datas boas disponíveis nos formatos mais tradicionais e esta demanda represada provoca uma grande movimentação de empresas e profissionais que atuam no setor na busca por novos formatos. Como vivemos em um mundo muito conectado, fortes movimentações em um setor ativa toda uma cadeia e afetam outros mercados. Eu particularmente amo explorar movimentos de consumo variados e entender oportunidades de atuação nestes nichos e é esta a reflexão que vou compartilhar na coluna de hoje!

Não tendo lugares disponíveis para festas no curto prazo, opções que antes eram tidas como exceção se tornam muitas disputadas. Hotéis, por exemplo, vivaram experts em Mini Weddings com formatos que vão do “Destination Wedding” (quando os convidados viajam para um destino) ao “Glam City” (onde a celebração acontece em hotéis 5 estrelas presentes nas capitais). Um casamento Mini Wedding em um hotel de São Paulo, como o Grand Hyatt, por exemplo, custa a partir de R$ 20 mil. Uma opção de luxo mais acessível e intimista que vai crescer muito nos próximos 2 anos.

Em um mercado conectado, como disse acima, marcas que conseguem prever e se adaptar rapidamente aos movimentos de consumo tendem a sair na frente em propostas que atendam a demanda latente de seus consumidores. Alguém, por exemplo, já se imaginou casando dentro de uma loja? Provavelmente não. Mas isto é o que está rolando neste momento em Londres, dentro da gigante Selfridges que se movimentou rapidamente para permitir que seus clientes pudessem não só comprar o traje perfeito, mas efetivamente realizar o sonho de se casar dentro na marca. Para mim isso é sensacional! Tangibilidade algo que sempre trago aqui nas minhas colunas: marcas se tornando palcos sociais e de celebração, indo muito além das vendas.

Foto: Divulgação

O primeiro casamento celebrado na Selfridges completa exatamente dois meses hoje e no site a chamada para viver a experiência é bastante convincente:

“Diga ‘sim; com nossos pacotes de casamento. É isso mesmo – nossa loja icônica em Londres agora está preparada para hospedar os casamentos mais íntimos, únicos e absolutamente inesquecíveis. Nossa equipe de especialistas trabalhará com você para tornar este dia verdadeiramente extraordinário, incluindo consultas de estilo e beleza e uma bela cerimônia feita sob medida para seus gostos com incríveis experiências gastronômicas e de entretenimento.”

São 3 pacotes oferecidos de acordo com o perfil do cliente: pequenos e discretos, de baixo impacto e ecológicos ou de brilho e glamour extravagantes. Eu achei tão inteligente os pacotes que vou explicar em detalhes cada um deles aqui:

“JUST THE TWO OF US”

Indicado para casais mais discretos, aqui o grande dia começa com café da manhã e tratamentos estéticos, onde o casal é direcionado para o salão ou barbearia presente dentro da loja. Os votos acontecem no luxuoso Wedding Lounge e a recepção de casamento íntima é realizada na sala de projeção VIP do cinema, onde os noivos e poucos convidados desfrutam de um filme de sua escolha além de muito champanhe.

“EARTH LOVERS”

Para o casal que busca um casamento incrível com mais consciência ecológica. Antes do seu grande dia, os noivos têm um encontro individual com os especialistas em moda e acessórios RESELLFRIDGES que ajudarão a encontrar o traje vintage perfeito ou alugado para o casamento. No dia, a beleza é toda feita com produtos sustentáveis da Project Earth e a troca de votos em conjunto com a festa acontece para 20 convidados na Brasserie da loja, banhado a vinho orgânico.

“ALL OUT EXTRAORDINARY”

Este é para noivos que amam o glamour – um casamento comemorativo só com cantores e danças, ao estilo dos Selfridges. O diferencial aqui é que a depois de casar, jantar e beber, inicia uma festa de 4 horas com um dos DJs residentes da loja. Admiro muito uma marca que consegue traçar e realizar uma estratégia tão completa como esta, extremamente focada no consumidor, demonstrando o poder da agilidade e da adaptação neste momento tão transformador que vivemos. Agora me diz se você consideraria se casar numa loja depois de ler tudo isso. Eu já ando pensando na possibilidade da renovação ano que vem! 😉

Foto: Divulgação

Camila Salek – Sócia-fundadora da Vimer Experience Merchandising integrante do grupo de empreendedoras de sucesso do programa “Winning Women Brasil” da Ernst Young e colunista da Harper’s Bazaar Brasil. Referência em varejo e visual merchandising, está por trás de evoluções significativas da experiência de consumo e do desenvolvimento do conhecimento da área, através da implementação de projetos inovadores e compartilhamento de conteúdos ministrados em aulas, palestras, treinamentos e publicações nacionais e internacionais voltadas para moda e tendência.