Ácido Tranexâmico: um guia do componente que tem ganhado mais espaço no skincare
Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Os ácidos conquistam cada vez mais espaço nos necessáires dos amantes de skincare e, depois de o hialurônico e o glicólico terem se tornado queridinhos, um componente promete entrar para lista dos mais buscados entre quem procura uniformizar o tom de pele: o ácido tranexâmico.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

“Além de clarear áreas hiperpimentadas, ele também age prevenindo as manchas causadas pela radiação UV, deixando a tonalidade da pele mais uniforme e radiante”, explica Luiz Romancini, pós-graduado em dermatologia e criador da Creamy, marca brasileira hypada entre os amantes de skincare e que lança seu produto à base de ácido tranexâmico nesta segunda-feira (15.03).

Além deste componente, o produto também conta com ácido glicólico (que promove uma esfoliação química superficial e estimula a renovação da epiderme), niacinamida (que reduz a sensibilidade, auxilia no reparo da função de barreira na pele e é antioxidante e seborregulador) e alfa-arbutin (potente inibidor da tirosinase, enzima responsável pela síntese de melanina).

Segundo o especialista, o ácido tranexâmico componente é um potente clareador, por isso, é um grande aliado no tratamento do melasma e hiperpihmentações pós-inflamatórias. “Ele pode ser usado em todos os tipos de pele que apresentem diferenças de tonalidade e precisem de uma ação clareadora e preventiva sobre manchas causadas por acne, melasma e radiação solar”, acrescenta.

No início de uso de produtos com este componente, o recomendado é aplicá-lo em dias alternados para descobrir a tolerância da pele – lembrando que seu dermatologista deve ser sempre consultado. A melhor forma de uso é depois da pele ser lavada, mas antes de produtos mais densos. Como a maioria dos ácidos, é altamente recomendado evitar o sol durante o seu uso e nunca esquecer de aplicar um filtro solar de amplo espectro.

“Além de ser um um potente clareador, tem a vantagem de não irritar a pele. Apesar de ser um ácido, ele apresenta baixíssimo potencial de irritação ou ardência, não provocando descamação da pele. Outra vantagem muito importante desse ativo é não só o tratamento de manchas existentes, mas também a prevenção do surgimento de novas manchas causadas pela radiação ultravioleta. Um aliado que além de clarear, previne as manchas da pele, deixando o tom da pele mais uniforme”, finaliza Romancini.