Foto: Reprodução/Instagram/@gisele

A quarenta pela qual estamos passando devido à pandemia do coronavírus é um ótimo momento para cuidar da pele, principalmente para dar atenção a áreas e cuidados que nós geralmente não incluímos em nossa rotina de beleza diária por falta de tempo.

“Na hora da rotina de beleza, muitas pessoas tendem a concentrar-se no rosto, afinal é a região onde surgem os sinais de envelhecimento mais evidentes, como rugas e linhas de expressão. Porém, outras regiões do corpo também sofrem igualmente com os danos externos que levam ao processo de envelhecimento precoce. Logo, necessitam de cuidados tanto quanto o rosto”, explica a dermatologista e tricologista Dra. Kédima Nassif, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Então, para ajudar você nesse período de reclusão, reunimos um grupo de especialista para dar dicas de como potencializar sua rotina de beleza durante essa quarentena. Veja:

Face

Apesar do rosto ser a região que mais recebe atenção durante a rotina de beleza, alguns cuidados com a região tendem a ser deixados de lado, como a esfoliação e a aplicação de máscaras.

“Podendo ser realizada de uma a duas vezes por semana, dependendo do tipo de pele, a esfoliação é fundamental pois estimula a renovação celular e melhora a textura da pele, além de retirar o excesso de sebo acumulado nos poros, ajudando a proteger a pele de cravos e espinhas, e potencializar a capacidade de absorção dos cosméticos pela pele, deixando-a preparada para o uso de cremes”, diz a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

“O uso semanal de máscaras também é interessante, pois, além de possuírem as mais diversas finalidades, as máscaras têm vantagem sobre os cremes, visto que suas fórmulas são mais concentradas e seus princípios ativos estão em concentrações maiores. Além disso, as máscaras permanecem em contato com a pele por um tempo maior do que os cremes, o que potencializa sua ação.”

Pálpebras

Diariamente, utilize também cremes específicos para a área dos olhos, que devem conter ativos que não agridem a pele e são menos propensos a causarem irritações, além de possuírem propriedades tensoras, antioxidantes e hidratantes, como a vitamina C, A e E.

Dessa forma, é possível retardar o aparecimento da flacidez que surge nas pálpebras com o passar dos anos. “Além disso, é fundamental o uso de um fotoprotetor, visto que, nos últimos anos, a incidência de câncer de pele aumentou em 10% nas pálpebras. O ideal então é que este produto seja hipoalergênico e oftalmologicamente testado, pois a área dos olhos é muito sensível e suscetível a irritação”, afirma a Dra. Kédima.

Lábios

Muitas pessoas esquecem de hidratar os lábios, mas, assim como o resto do corpo, os lábios também podem sofrer com ressecamento, inflamações e envelhecimento precoce.

Mulheres que usam batons levam vantagem, pois muitos possuem propriedade hidratante. Porém a melhor opção para a hidratação dos lábios são os Lip Balms. “Os balms labiais possuem manteigas hidratantes, óleos, antioxidantes, vitamina E, colágeno e outras substâncias que ajudam a hidratar rapidamente os lábios, além de alguns também promoverem fotoproteção”, recomenda o dermatologista Dr. Jardis Volpe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Pescoço e colo

Os mesmos cuidados da rotina diária com o rosto devem ser tomados também com o pescoço, algo que geralmente não fazemos.

“Limpeza, tonificação e hidratação são essenciais para manter a pele do pescoço bem cuidada. Desta forma, o mesmo protetor solar, sabonetes, tônicos e hidratante utilizados na face devem ser aplicados na região, o que ajudará a evitar o surgimento precoce dos sinais do envelhecimento e manter uma pele exuberante e harmônica”, ressalta a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Corpo

Geralmente esquecida, a pele do corpo também necessita de cuidados, que devem ser específicos para essa região devido as suas características próprias.

“A pele do corpo possui menos glândulas sebáceas que a pele da face, sendo assim naturalmente mais seca. Por esse motivo, recomenda-se higienizá-la diariamente com sabonetes neutros e hidratá-la com cosméticos formulados com ativos de alta propriedade emoliente e protetora, como ureia, ácido lático e nutri-ômega 3, 6, 7 e 9”, afirma o dermatologista Dra. Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Além disso, a pele do corpo também pode receber esfoliação uma vez por semana.

Cabelo

Vale a pena também aproveitar o período de reclusão para hidratar os fios com máscaras capilares. “A hidratação com máscaras pelo menos uma vez por semana é obrigatória para manter qualquer tipo de cabelo brilhante e macio”, destaca a Dra. Kédima.

“Como estamos entrando na época mais fria do ano, vale a pena apostar em uma máscara com efeito nutritivo, que pode conter na composição ingredientes derivados de vegetais (manteiga de karité, manteiga de cacau, manteiga de oliva, óleo de algodão, óleo de jojoba), com ativos que repõem os nutrientes necessários para manter os cabelos nutridos e bonitos.”

Mãos

Neste momento de quarentena, devemos tomar cuidado redobrado com as mãos, que estão sofrendo com tanta água, sabonete e álcool em gel. “Não podemos parar de jeito nenhum de higienizar as mãos, mas podemos acrescentar o uso do hidratante logo após como forma de prevenir o ressecamento”, diz a Dra. Paola Pomerantzeff.

“As mãos sofrem mais com o envelhecimento natural do que o resto do corpo por terem uma pele mais fina. Além disso, manchas, rugas e flacidez são alterações comuns que podem aparecer.” Então invista em um hidratante especifico para as mãos e aplique-o várias vezes ao dia. “Se possível, opte por um produto à prova d’agua para que o hidratante não saia após a lavagem”, completa.

Pés

Apesar de terem a pele mais espessa e resistente, os pés também precisam de cuidados diários, pois o uso constante de sapatos, botas, saltos e sandálias e a menor quantidade de glândulas sebáceas na região facilitam o ressecamento e o espessamento da pele.

“A pele da planta dos pés fica mais áspera, espessa e esbranquiçada por causa do acúmulo de queratina. Como a queratina é uma proteína morta, quando a pele está seca sem a boa e adequada formação de água e lipídios, ela pode ser tornar esbranquiçada, em um sinal de perda da integridade da barreira cutânea”, explica o Dr. Jardis Volpe. Para prevenir este problema o ideal é apostar em produtos que proporcionem hidratação, relaxamento, proteção contra fissuras, descamações e contaminações por fungos e bactérias.

Joelhos e cotovelos

Por fim, os joelhos e cotovelos também necessitam de cuidados, como a esfoliação e hidratação, pois são regiões com poucas glândulas sebáceas, sendo mais secas, além de serem áreas de dobra e atrito, o que faz com que fiquem endurecidas e ásperas.

“A esfoliação dos cotovelos e joelhos deve ser realizada uma vez por semana com produtos formulados com partículas esfoliantes maiores, como a semente de apricot, e ativos como ureia em alta concentração, entre 15 a 20%”, afirma a Dra. Kédima.

Já com relação a hidratação, esta deve ser feita duas vezes ao dia, de preferência logo após o banho, para proteger as regiões contra a desidratação e os atritos que elas sofrem. O ideal é que estes produtos sejam formulados com substâncias que melhoram a textura e nutrição da pele corporal, como as vitaminas E e C e os óleos naturais de amêndoas, maracujá, framboesa ou girassol.

“Quando essas áreas, além de ásperas e desidratadas, também estão acinzentadas, é interessante fazer uso de hidratantes com ácido salicílico, que possui um maior poder de penetração nessa região onde os poros estão mais fechados”, finaliza.