Fotos: Getty Images
Fotos: Getty Images

Por Paula Jacob

A maison Valentino comemorou a abertura de sua mais nova flagship em Roma, com o desfile da coleção de alta-costura inverno 2016. Capas e vestidos longos fizeram da passarela palco das guerreiras romanas, com sandálias de tiras e acessórios para lá de extravagantes.

Toda essa opulência foi traduzida em uma beleza simples, mas marcante. Pense na alemã Diane Kruger em Troia (2004), de Wolfgang Petersen, ou Sophia Loren em A Queda do Império Romano (1964), de Anthony Mann. Rostos delicadamente preparados, com cobertura perfeita. O iluminador na parte superior das maçãs do rosto direciona o olhar para a região dos olhos das modelos, que ganham sombra dourada, esfumada em toda a pálpebra móvel. O contorno é marcado de leve com blush marrom e os lábios são apagados com batom nude.

Nenhuma rainha de qualquer império pode andar por aí sem seus devidos acessórios, que, na passarela da Valentino, fizeram toda a diferença no visual. As modelos desfilaram com um arco que segurava os fios na raiz da testa, como uma coroa de louros. Algumas ainda tinham maxi brincos e outras maxi colares. Tudo sempre muito dourado, para fazer jus a referência. Bazaar amou!

Fotos: Getty Images
Fotos: Getty Images