Beleza “faça você mesma”: quatro influencers que propagam receitas caseiras

Máscaras faciais, sabonetes, desodorantes e até pasta de dente: quais são os nomes fortes por trás das receitas caseiras que estão bombando nas redes sociais

by Anna Paula Buchalla
Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

O fenômeno repete, em parte, o que aconteceu com a indústria alimentícia, anos atrás: sem saber o que há de fato dentro das embalagens dos produtos, até mesmo daqueles ditos “naturais”, algumas pessoas optaram por preparar toda e qualquer receita de comida em casa.

É uma espécie de medida de segurança: em meio ao marketing desenfreado de opções vendidas como livres de químicas, quem nunca se questionou se esse ou aquele produto é natural mesmo?

Agora, uma legião de mulheres corre atrás de cosméticos com fórmulas caseiras que passem longe, bem longe, de qualquer processo de industrialização – ainda que sejam marcas com rótulos de veganas ou orgânicas. Por trás desse movimento, batizado de DIY beauty (ou beleza faça você mesma) alguns nomes ganham força nas redes sociais (e fora delas) com suas dicas de cuidados ao mesmo tempo eficazes e feitos só com ingredientes puros.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Reprodução/Instagram/@adinagrigore

Foto: Reprodução/Instagram/@adinagrigore

A americana Adina Grigore (@adinagrigore) é uma das pioneiras e gênias da beleza DIY. Depois de lançar livros com suas dicas preciosas de skincare caseiro, como o “Skin Cleanse: The Simple, All-Natural Program for Clear, Calm, Happy Skin”, ela acabou criando uma marca de cosméticos, a S.W. Basics, que ganhou seu público pela transparência.

Parece uma incongruência, mas não é. Seus produtos têm pouquíssimos ingredientes, como o hidratante orgânico com óleos de coco e de oliva orgânicos e manteiga de karité. Trata-se de um nicho perfeito para quem gosta das opções caseiras customizadas, mas não tem tempo (nem paciência!) de fazê-las por conta própria.

Entre seus ensinamentos, Adina prega que testar um ingrediente por vez é a melhor forma de saber se sua pele responde a ele e o aceita bem ou não.

Sob o lema de que não é preciso esperar que façam por nós o que podemos fazer por conta própria, a romena Anca Gavris, que vive em São Paulo e cujo sucesso se dá mais no boca-a-boca do que no Instagram (@anca_ gavris), tem uma listinha cobiçada de itens home made, como sabonetes de banho à base de azeite de oliva, argila, chá de plantas e cevada, um óleo para o couro cabeludo e até um sabão em barra para lavar roupas.

Suas fórmulas botânicas caíram nas graças das brasileiras. Mas nada supera o óleo facial anti-idade Nomadia, criado por ela e que virou até receita de dermatologistas famosas e tradicionalíssimas.

Foto: Reprodução/Instagram/@fecanna

Foto: Reprodução/Instagram/@fecanna

Também é um expoente da beleza DIY a brasileira Fernanda Cannalonga (@fecanna), especialista em estilo de vida sustentável. Sua proposta: repensar nossas escolhas, dos potinhos de cosméticos ao que vai à mesa e para dentro do corpo. Fernanda faz suas próprias receitas de xampus, sabonetes e hidratantes e é uma superentendida em produtos veganos e orgânicos.

Costuma dividir suas dicas de beleza caseira em vídeos rápidos, como a do tônico que leva calêndula, lavanda e alecrim, para acalmar a pele; o esfoliante de maracujá; as máscaras faciais com hibisco em pó, fécula de batata e água; ou o óleo vegetal de abacate com argan, para dar brilho e maciez aos cabelos. Tudo muito simples de fazer.

Rituais DIY não se restringem à produção de cremes, máscaras e afins. Dicas de como usar de um jeito diferente aquilo que já se tem em casa também são uma das vertentes da vida sustentável, embutida por trás de cada uma dessas ações que pregam mais naturalidade e menos lixo industrial no mundo.

Foto: Reprodução/Instagram/@bonitadepele

Foto: Reprodução/Instagram/@bonitadepele

A blogueira Jana Rosa criou, em abril, uma conta para dividir suas dicas de cuidados com a pele: o que usar, como usar, como customizar e sem desperdiçar. No @bonitadepele, ela teve uma resposta instantânea dos mais de 90 mil seguidores, em um movimento positivo de melhora inclusive da autoestima.

Impossível não se sentir melhor ao aprender a limpar, hidratar, proteger e tratar a pele. É preciso, no entanto, ter cuidado com o que se coloca no rosto. “Misturar alimentos, como grãos e frutas, para aplicação na pele pode causar complicações sérias, como alergias, marcas, cicatrizes e manchas. Para as oleosas, ainda mais atenção, pois há risco de aparecer acne após a aplicação das máscaras sem indicação”, diz a dermatologista Flávia Chehin, de São Paulo.

Além disso, frutas cítricas, como abacaxi, laranja, tangerina e limão, são perigosas, porque mancham a pele. Sem contar que os produtos industrializados são feitos para penetrar em camadas mais profundas da epiderme. “Para efeito de tratamento e resultados, é muito mais adequado usá-los em vez das máscaras feitas em casa. Se o objetivo é obter os benefícios do ingrediente natural, é melhor ingerir a fruta”, indica a dermatologista.

Leia mais:
Faça máscara caseira para desintoxicar e energizar a pele
Maquiagem natural: o novo belo é a mulher real
Slow beauty: abaixo a chapinha e a progressiva