Olivia Wilde loira (à esq.) e com fios castanhos (à dir.)

Enjoou das pontas descoloridas e cheias de contraste? Experts recomendam o castanho para o inverno. “Ele é ótimo para quem quer deixar para trás o look descontraído das pontas degradé e partir para algo mais clássico”, diz o brasileiro Denis de Souza, colorista do salão Andy Lemcompte, de L.A., e responsável por cuidar dos fios de Mila Kunis e Olivia Wilde.

Por aqui, a modelo Vivi Orth foi uma das que substituíram o amarelo por fios escurecidos. “A cor é o chocolate amargo um tom bem fechado de castanho”, afirma Marco Antonio de Biaggi, do MG Hair. Segundo ele, a tonalidade combina com mulheres de pele clara e rosada.

A top Fernanda Motta tem madeixas levemente avermelhadas

Outra aposta do especialista é o “chocolate cherry”, levemente avermelhado, opção da top Fernanda Motta. O importante, segundo Wanderley Nunes, que comanda o Studio W, é consultar um profissional para que o resultado seja impecável.

As muito loiras, por exemplo, podem acabar com o cabelo quase preto se optarem pela tonalidade errada. “E fios completamente monocromáticos não funcionam para a pele das brasileiras”, explica Nunes. “Negras, amarelas e morenas precisam mesclar tons diferentes, para um resultado leve e cheio de luz. Do contrário, a expressão fica muito pesada e entristecida.”

Uma das alternativas é apostar em mechas finíssimas, como as “invisible highlights”, que podem ter variações sutis de caramelo. Com pouco contraste entre a raiz e o comprimento, a cor pode ser retocada em até dois meses.

E atenção aos cuidados essenciais: no dia a dia, adote xampu e condicionador específicos para cabelo tingido e máscaras de tratamento para fios coloridos.

Fique por dentro da edição de julho de 2012 da revista

Assine a Harper’s Bazaar