Quer uma forcinha na sua dieta? Aumente a quantidade de proteínas no seu café da manhã - Foto: Getty Images
Quer uma forcinha na sua dieta? Aumente a quantidade de proteínas no seu café da manhã – Foto: Getty Images


Por Anna Paula Buchalla

Quer uma forcinha na sua dieta? Aumente a quantidade de proteínas no seu café da manhã. É o que orienta o endocrinologista Maurício Hirata, da clínica Biohirata. Segundo ele, um estudo recente e importante da Universidade de Missouri-Columbia, nos Estados Unidos, revelou que pessoas que ingerem mais proteínas no desjejum tendem a emagrecer mais facilmente. “A explicação é que os alimentos proteicos como carnes e ovos têm uma ação inibitória do hormônio da fome chamado grelina”, explica o médico. Produzido do estômago, é ele que envia ao cérebro os sinais de que falta comida. “Este seria um dos mecanismos pelos quais as dietas à base de proteínas realmente funcionam”, diz Hirata.

Uma outra pesquisa, de acordo com ele, revela que três horas após ingerimos carboidratos, principalmente os refinados, ocorre um aumento paradoxal  da produção de grelina, ou seja, aumenta a fome. “A partir daí conseguimos explicar por que, ao comermos um doce qualquer, horas depois teremos vontade de comer outro ou estaremos com mais fome”, afirma o médico. Mas atenção: “as dietas low carb não são indicadas para qualquer tipo de pessoa e requerem acompanhamento médico e exames laboratoriais”, alerta.

Anote o café da manhã proteico ideal, segundo Maurício Hirata:

Frutas à vontade – principalmente as vermelhas, como mirtilo,  framboesa e morango, que são antioxidantes. Banana, mamão, jaboticaba, caju e uva também são indicadas

Iogurte – de preferência sem sabor. Por ser probiótico, diminui em 30% a chance de ter diabetes

Queijo branco – o tipo fresco pode ser consumido à vontade

Ovos – ajudam no ganho de massa muscular e são boa fonte de proteína de alto valor biológico

Chá verde, sem adoçante – aumenta o metabolismo além de ser antioxidante

Tapioca – tem alto índice de fibras e baixo índice glicêmico, que diminui a absorção do carboidrato das frutas. Pode ser ingerida  com queijo ou ovo