Busca Home Bazaar Brasil

Descubra como a bebida alcoólica afeta a sua pele

O dermatologista britânico Sam Bunting dá o caminho das pedras

by redação bazaar
Cena de "Sex and the City" - Foto: Reprodução/IMDB

Cena de “Sex and the City” – Foto: Reprodução/IMDB

A temporada de festas pode ser pesada para a sua carteira e nos quilinhos a mais, mas e para a sua pele? “Não há dúvida de que o álcool afeta a pele”, diz o dermatologista Sam Bunting, um dos maiores experts de Londres, em entrevista à Harper’s Bazaar britânica. “A longo prazo, o consumo excessivo de álcool pode levar à inflamação persistente e vermelhidão”.

E os problemas não param por aí, “o álcool também desidrata, deixando a pele seca e sem brilho. E a ingestão de petiscos salgados que geralmente acompanha as bebidas pode levar ao inchaço facial, especialmente em áreas do rosto que são naturalmente propensas a reter fluidos, como a área abaixo dos olhos.”

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Por fim, “as bebidas alcoólicas frequentemente possuem uma carga de açúcar, o que faz com que os níveis de insulina subam, e isso cria um ambiente propício para a inflamação da pele, e que pode intensificar a acne.”

Bunting faz um ranking de bebidas para você escolher a “menos terrível” para a sua pele neste fim de ano.

Tequila
“A tequila tem menos açúcar do que a maioria das outras bebidas alcoólicas, por isso é menos provável que desencadeie inflamações”, diz o especialista. “Evite o sal”, aconselha, para minar o inchaço.

Cerveja
“As cervejas possuem um pouco de sal na sua fórmula, mas também têm antioxidantes e outros benefícios antienvelhecimento”, afirma. “Além disso, a cerveja tem menos álcool do que os destilados, e as pessoas tendem a beber mais devagar, por isso tem um efeito menos desidratante.”

Gim ou vodca com tônica
“O gim e a vodca são relativamente pobres em açúcar e sal, desde que você tome uma tônica dieta”, lembra Bunting.

Vinho branco
Muitos já estão familiarizados com a dor de cabeça provocada por uma noite no vinho branco, e a bebida também não faz muito bem para a pele. “O vinho branco é rico em açúcar, o que leva à inflamação sistêmica. Isso significa que ele contribui para o dano celular e o envelhecimento da pele”.

Mojito
“Como já comentei, o açúcar, juntamente com outros carboidratos, leva à inflamação que pode acarretar no envelhecimento da pele. Quanto menos açúcar você ingere com o álcool, melhor. Infelizmente mojitos são carregados com açúcar, xarope de açúcar, assim como bebidas misturadas com Red Bull, sucos de frutas ou Coca-Cola”, pondera o dermatologista.

Margarita
Ela é uma das mais terríveis para a pele. “Margarita são um golpe duplo, pois contém açúcar e sal na receita. Ela pode fazer com que o olho inche, característica típica da ressaca”.

Vinho tinto
“O álcool é um vasodilatador, o que significa que ele promove a abertura dos vasos sanguíneos na pele, levando ao aumento da vermelhidão. O vinho tinto é um dos piores, pois também é um liberador de histamina que intensifica a vermelhidão e rubor”, sinaliza.

Leia mais:
Pele iluminada e olho leve é a maquiagem do momento para noivas
Tal mãe, tal filha: 10 celebridades que têm filhos idênticos a elas
Seis dicas para o cabelo crescer saudável