"É importante desmistificar que grisalho é falta de cuidado", afirma Samara Felippo sobre transformação
Foto: Divulgação/Ju Coutinho

O isolamento social acelerou um processo que já havia começado a ganhar diversas adeptas no início de 2020: a aceitação dos fios grisalhos. Sem acesso a salões de beleza, mulheres se permitiram se conhecer com os cabelos brancos e descobrir toda a beleza que há em envelhecer, incluindo a atriz Samara Felippo.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Desde jovem, Samara recorria a tintas e técnicas de descoloração por se sentir pressionada a estar dentro dos padrões sociais de beleza, mas enxergou na transformação um momento importante na caminhada pessoal de autoaceitação. Depois de deixar os fios crescerem um pouco, se uniu a cabeleireira Bella Carolina, artista de L’Oréal Professionnel, para finalizar a transição com produtos da linha Inoa.

“Foi um misto de empolgação com medo. Um medo que sempre vinha quando lia comentários e julgamentos depreciativos. Isso porque o que não falta nas redes sociais é gente para te fazer não se aceitar, né? Se odiar como você é. E o envelhecimento feminino é mais uma forma da sociedade nos atacar por meio de mitos e de crenças que ainda estou no processo de derrubar. Meu movimento é para mostrar que somos sexy, charmosas, gatas e maduras. Que o grisalho pode ser poderoso e libertador”, contou a atriz sobre o processo em entrevista à Bazaar.

Segundo Samara, ela não tinha a intensão de deixar a cor natural, muito pelo contrário, que sempre odiou. “Quando começou a pandemia, cheguei a chamar minha colorista algumas vezes para ir em casa, mas algo me fazia desmarcar. Quando vi, liguei um pleno ‘dane-se’ para tudo que fosse contra minha escolha e segui meu caminho. Bem rebelde”, completa.

"É importante desmistificar que grisalho é falta de cuidado", afirma Samara Felippo sobre transformação
Foto: Divulgação/Ju Coutinho

Apesar de ser um processo que ganha popularidade cada vez mais, se aceitar com os fios brancos ainda é um caminho muito complicado para a maioria das mulheres. Por isso, rodear-se de mulheres inspiradoras pode reforçar a autoestima. Foi este caminho que Samara percorreu, ao seguir mulheres grisalhas com diferentes idades, cortes e nuances de cor. A partir disso, decidiu que queria um cabelo novo e brilhante, tornando-se, agora, uma nova fonte de inspiração para diversas mulheres.

“Opinião sobre a nossa aparência é que não falta. Mas aprendi duas coisas com a internet: processar mentalmente aquela opinião, filtrar e jogar no lixo tudo o que não me nutre; e, também, aprendi que o que realmente importa é o posicionamento que apoia, dialoga, respeita e esse movimento é tão maior que o resto nem chega a interferir”, comenta sobre os comentários maldosos que recebe.

Samara também reforça que ninguém é obrigado a passar pela mesma decisão de aceitar os fios grisalhos. “O mais importante disso é a desmistificação de que o cabelo grisalho é falta de cuidado da mulher, que ela é relaxada ou ‘velha’ (mais uma vez, depreciando o envelhecer). E, na verdade, é exatamente o contrário, porque depois que passamos pela transição, o cabelo requer muito cuidado e atenção”, lembra.

Com o desejo de inspirar muitas mulheres que querem, mas ainda não conseguem se enxergar, Samara Felippo manda um recado: “[Tenha] respeito pelo seu momento, pela sua vontade em primeiro lugar. Ignore todo e qualquer comentário que não acrescente nada no processo que só você busca. Siga firme e feliz. Um pouco de paciência para quem não quer cortar e muito amor próprio.”

A transformação

"É importante desmistificar que grisalho é falta de cuidado", afirma Samara Felippo sobre transformação
Foto: Divulgação/Ju Coutinho

Para construir o novo tom de cabelo de Samara, Bella Carolina usou os produtos da linha Inoa, que não tem amônia na fórmula e tem diversas opções de nuances, seguido por um processo de limpeza com o shampoo neutralizante Magnesium Silver para desamarelar as tonalidades grisalhas e cabelos brancos.

Se engana quem pensa que o grisalho é sinal de descuido, já que ele demanda tanto cuidado quanto um cabelo descolorido ou tingido de outra cor. “O principal cuidado é com o uso do shampoo. Sempre indico usar um produto matizador, como o L’Oréal Professionnel Expert Silver, para manter os fios luminosos e evitar a oxidação e o amarelado. Outro cuidado importante é ir ao salão de vez em quando para tonalizar, já que chega um momento que só o shampoo não é suficiente”, afirma a hair stylist.

Para ter certeza que os fios estão preparados para receber a coloração, Bella Carolina indica um tratamento que anteceda a química.

“O ideal é buscar por opções que reconstroem e nutrem os fios, para devolver nutrientes e proteínas do cabelo. Isso deixa o fio preparado para o processo de descoloração, que é bem agressivo. Porém, o cuidado principal é o teste de mecha. O grisalho envolve um procedimento de clareamento extremamente agressivo do fio, então não são todos os cabelos que conseguem chegar em tons claríssimosou que aguentam essa descoloração”, acrescenta.

Depois de ver um aumento na procura por este tipo de transição – Bella afirma que chegou a receber cerca de 300 mensagens em seu Instagram e WhatsApp de mulheres buscando esta mudança -, a hair stylist acredita que esta tendência deve continuar em 2021.

“Aposto que essa transformação dá início a um novo movimento. Nos últimos dois anos, observei algumas mulheres querendo assumir o grisalho, mas acho que a mudança do visual da Samara, em específico, impactou e inspirou muitas mulheres. Acredito que muitas pessoas terão coragem para assumir os fios brancos, sim”, finaliza.