Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

O isolamento social deu uma pausa em um tipo de atividade que fazia parte da rotina de muitas pessoas: os exercícios físicos. Mesmo com aulas, lives e dicas de como se exercitar em casa, os amantes de academia reclamam que a intensidade não é a mesma e temem que a falta de aparelhos e pesos causem perda de músculos.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Segundo o endocrinologista Alexandre Ferreira, as pessoas não vão obrigatoriamente diminuir a musculatura durante a quarentena e afirma que é possível manter o que foi ganho na academia com treinos em casa.

“Manter a atividade física durante o isolamento aumenta a chance de postergar a perda de fibras musculares, mesmo que os treinos induzam menos carga. Você pode perder água no músculo, mas não fibras de actina, miosina e núcleos musculares”, explica o médico. Mas o que fazer para que essa perda seja menor e manter um condicionamento físico para quando a pandemia passar? Veja a entrevista completa com o especialista abaixo:

Podemos perder músculos no período de isolamento social?

Não, a maioria das pessoas está preocupada com uma coisa que não vai acontecer. Pacientes que estavam fazendo atividades físicas, principalmente musculação, antes do isolamento, têm condicionamento físico e estruturas musculares mais hipertróficas. Durante essas semanas longe dos treinos ou com treinos menos elaborados em casa, induzindo menos carga, eles vão perder volume de água no músculo e não fibras de actina, miosina e núcleos musculares.

Uma pessoa bem treinada, por exemplo, demora de dois a três meses para começar a perder fibras musculares se não fizer atividade física. No isolamento, ela está perdendo volume de músculo porque há perda de inflamação e diminuição da água. Se essa pessoa continua fazendo atividade física em casa, ela está realizando uma ação inflamatória no músculo e, assim, consegue postergar essa perda de e evitar que isso aconteça.

As pessoas que não estavam treinando antes da pandemia, que não tinham nenhum músculo sendo induzido à hipertrofia e não aumentaram o volume de massa muscular basal do corpo, essas não vão perder o que não tinham adquirido.

O que fazer no isolamento social para ter menos perda de volume muscular?

É importante manter uma rotina de exercícios em casa, principalmente se tiver a orientação de um educador físico, para que você seja conduzido a treinamentos assistidos, regulares, frequentes e efetivos. Pra quem não tem um personal, por exemplo, a indicação é acompanhar as aulas online que a maioria das academias dispõe de graça.

Neste momento, podemos fazer exercícios físicos ao ar livre?

Quebrar o isolamento não é uma recomendação. As pessoas precisam entender que existem riscos ao se deslocarem de suas casas para praticar exercício físico ao ar livre e que elas precisam manter a maior distância possível de outras pessoas, de preferência, acima de quatro metros.

Como as pessoas podem se organizar durante o isolamento social para a retomada de exercícios pós-quarentena?

A melhor forma de se organizar é manter uma rotina de exercícios dentro de casa. As pessoas que têm esta rotina garantem o condicionamento físico para uma melhor performance nos treinos das academias quando o isolamento acabar. Se manter ativo durante esse período preserva a musculatura, ainda que menos inflamada que antes, e isso possibilita que, ao voltar para os exercícios de maior carga, você se beneficie por ter feito algum movimento, mesmo que menos intenso.

Também vale destacar a importância de manter o vínculo com o seu personal, se você tiver um. Quando você faz isso, consegue garantir que este profissional continue te dando orientações durante o isolamento e que mantenha sua musculatura ativa. Também é importante manter a remuneração desse profissional, para que ele consiga passar pela quarentena da melhor forma.