Foto: reprodução
Foto: reprodução

A febre do treinamento funcional não passa. Longe disso: os vários elementos usados nas academias para a prática que usa o equilíbrio e o peso do corpo para tonificar os músculos estão cada vez mais presente nos treinos. É o caso dos elásticos, que, em várias versões, têm roubado o lugar das máquinas na hora de fortalecer o corpo. As vantagens são inúmeras. “Os elásticos são ótimos para fortalecer a musculatura, porque não exercem nenhum tipo de sobrepeso ou impacto sobre os tendões”, explica Valder de Oliveira, personal trainer da academia Competition, em São Paulo. “Eles podem ser usados durante o alongamento, para treinos funcionais e circuitos e até para a reabilitação de pacientes com problemas em tendões e músculos.” O que tem deixado as adeptas mais satisfeitas, entretanto, é o fato do resultado ser uma musculatura firme, porém alongada, sem o inchaço causados pelas máquinas e pesos.

As versões mais comuns são o miniband (em formato circular, geralmente usado para exercícios de abdução de quadril, passadas laterais e abertura de braços) e o thera band, uma tira de tamanhos variados que pode ser usada de inúmeras maneiras. Gabriela Pugliesi é fã dos minibands: “Uso no aquecimento, para treinar passadas laterais – que são as minhas favoritas, porque a gente sente que dá aquela fisgadinha no músculo de quando o exercício está funcionando”, revela. O motivo dessa “fisgadinha” é que a borracha dos elásticos aumenta a resistência dos movimentos e faz os músculos trabalharem dobrado.Outra grande vantagem é o fato de serem leves, pequenos e baratos. Fácil, portanto, de ter em casa ou levar para uma viagem. “Tenho alunas que andam com os elásticos na bolsa, para aproveitar os minutos livres e treinar, não importa onde estejam”, revela Valder.

Além de turbinar os músculos, os elásticos têm o poder de melhorar o funcionamento do corpo. “Costumo recomendar os mini- bands para todos os tipos de alunas, porque eles trabalham em cadeia cinética, isto é, diferentes músculos se esticam e se contraem ao mesmo tempo durante os exercícios. Isso é bom para melhorar a postura e relaxar o corpo depois de um dia em que a pessoa ficou muitas horas sentada ou em pé”, comenta Thiago Parra, personal trainer de Gabriela. O ideal é que você comece com um elástico de resistência mais light e vá aumentando no decorrer dos meses. Para comprar, vale a dica: quanto mais escura a cor, mais resistente será.

Assine Harper’s Bazaar