Comece a preparar seu corpo para o verão 2013! - Foto: Getty Images

O culote disputa com a celulite o título de pior pesadelo das mulheres. Quem tem sobrepeso ou pele muito flácida vai alcançar resultados melhores com a clássica lipoaspiração para eliminá-lo. A opção menos agressiva é a lipoaspiração feita a laser. A área, anestesiada, sofre uma incisão de 1 milímetro para introduzir o laser. Com movimentos de vaivém ele derrete a gordura, que é retirada com uma cânula de lipoaspiração bem fina.

“Um dos problemas da lipo tradicional é que ela só retira a gordura, sem tratar o tecido que a envolve”, explica a dermatologista Carla Vidal. “Na versão a laser, o aquecimento estimula a produção de colágeno, melhorando também o aspecto flácido da pele.”

De acordo com o cirurgião plástico Alan Landecker, embora a lipoaspiração tradicional seja um procedimento conhecido, ela requer cuidado extra quando feita no culote. “A região tem a pele fina, por isso é necessário fazer a incisão de forma mais profunda para não deixar irregularidades”, explica.

Desvantagem: o pós-operatório é mais demorado. “A mulher tem de fazer repouso absoluto na primeira semana e usar cintas de compressão por duas semanas, além de fazer sessões de drenagem para eliminar o inchaço do corpo”, diz o médico.

Assine a Harper’s Bazaar