Joanna Czech é a esteticista favorita de Hollywood

#bazaar entrevista a expert polonesa radicada nos Estados Unidos

by redação bazaar
Foto: Alex Falcão

Foto: Alex Falcão

Por Carolina Camargo, de Nova York

No dia em que Bazaar foi entrevistar Joanna Czech, 55 anos, em Nova York, a esteticista polonesa, radicada nos Estados Unidos há 30 anos, havia acabado de receber a ex-modelo Christy Turlington e seu marido, o ator Edward Burns. Uma das primeiras famosas que Joanna atendeu foi Barbra Streisand, na época do longa “O Espelho Tem Duas Faces” (1996).

Mas foi com Kim Cattrall, nos idos de “Sex and The City”, que sua fama começou. Durante as gravações do primeiro longa da série, Joanna ficava a postos no backstage para qualquer emergência. “Fomos as primeiras a usar terapia de LED nesta cidade”, relembra. Desde então, a lista só aumentou. Kim Kardashian West, Michelle Williams, Carey Mulligan, Lily Aldridge, Amber Valletta e Uma Thurman são algumas de suas clientes fiéis, assim como Eva Chen, head of Fashion do Instragram. “Não sei qual é o meu segredo. Acho que são as piadas sujas que eu conto”, brinca.

Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Na verdade, o segredo está em suas mãos. “Tenho um lado cientista. Combino técnicas não-invasivas, como LED, ionização negativa, crioterapia, microcorrentes, ultrassom e radiofrequência com uma série de massagens faciais que criei. Notei que se eu trabalhasse o músculo na extremidade da linha do cabelo, automaticamente estaria fazendo um lifting na face toda. Com isso, consigo moldar o rosto como desejar”, explica. “Não existe um facial igual ao outro. Para cada pessoa, faço uma sequência específica combinando tecnologias e técnicas. Realmente faço um trabalho de esculpir o rosto com as minhas mãos”, conta.

Joanna divide seu tempo entre Nova York, Los Angeles e Dallas, cidade que adotou por causa do trabalho do marido. Há pouco mais de um ano, ela voltou a ter um espaço fixo em Manhattan. Desde maio, atende na cobertura da badalada loja multimarcas The Webster, no Soho.

Kim Kardashian - Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Kim Kardashian – Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Um facial com a esteticista não custa menos de US$ 850. Sua agenda já está aberta para 2020. “Não tenho mais horários para este ano. Ofereço também consultas de 30 minutos via Facetime/Skype para dar conselhos e indicar produtos”, revela. O valor do atendimento online é US$ 200. Entre os conselhos, Joanna gosta de enfatizar a importância dos cuidados noturnos. “A pele fica 60% mais apta a absorver ingredientes e você já acorda com ela preparada.” Mais: “Não esqueça do pescoço e do colo, que também entregam a idade. E lembre-se de que os movimentos que faz para aplicar o creme são mais importantes do que o produto em si”, diz.

Joanna é fã de tratamentos que ela chama de “Netflix-friendly”, como as máscaras faciais, a máscara portátil de LED da Déesse Pro e o massageador que lançou com seu nome. Para o gala do Met, em maio, ela cuidou de 19 famosos, incluindo as tops Bella Haddid e Candice Swanepoel. A esteticista também é a favorita dos estilistas: Phillip Lim e Alexander Wang fazem parte da turma do #czechmate, hashtag postada por quem passa por suas mãos. “Se um nomeado ao Oscar me procura e temos seis semanas até o prêmio, por exemplo, sugiro fazer facial dia sim, dia não. Já tive clientes que apareceram um dia antes. É muito difícil fazer uma grande mudança, mas eu diria que em 90 minutos ainda dá para criar uma bela face.”

Alexander Wang - Foto: Getty Images

Alexander Wang – Foto: Getty Images

Mas nem toda a tecnologia consegue combater certos hábitos. “Se depois do meu facial você voltar para casa e fumar, beber, tomar sorvete e comer bolo, não vai adiantar. Dieta e lifestyle representam 70% de sua aparência. Posso ajudar com os outros 30%. O açúcar é um dos principais vilões do envelhecimento da pele”, alerta.

Ela não é contra toxina botulínica e nem preenchimentos, mas pede cautela. “Você vê mulheres com os rostos totalmente paralisados, mas que só usam produtos 100% orgânicos. Não faz sentido usar um produto limpo se já envenenou seu corpo. Meu conselho é não fazer esse tipo de procedimento com frequência. Não são raros os casos de mulheres que passaram a ter crises alérgicas e dores de cabeça constantes e, ao investigar, descobriram partículas de preenchedores nos seios nasais, que só podem ser removidas com cirurgia”, diz.

Amber Valletta - Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Amber Valletta – Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

“Na minha opinião, se você tem 50, 55 anos, não ter nenhuma ruga não é sexy, saudável nem interessante. Não é um look normal.” Outro grande problema para Joanna é o uso indevido de lasers. “Trinta por cento dos procedimentos são feitos pelas razões corretas e 70% são pelos motivos errados. Sua pele estará sendo queimada e não há como reverter os danos”, avisa.