La Prairie: platina é ingrediente-chave da nova essence da linha “Platinum Rare”

Loção antioxidante é primeiro passo no processo de alto-rejuvenescimento proposto pela marca

by Anna Paula Buchalla
Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Há mais de quatro bilhões de anos, uma chuva de meteoros caiu sobre a Terra. Cientistas acreditam que a tempestade extraterrestre tenha sido responsável pelas reservas de metais nobres, como ouro, prata e platina, depositados na superfície. Valiosíssimo e antes restrito aos reis (Luís 16 declarou que a platina, sofisticada, brilhante e refinada, seria usada em Versalhes para decorar mesas e penteadeiras da corte), o metal, raríssimo na natureza, agora é ingrediente-chave de uma das linhas de cosméticos anti-idade mais luxuosas do mundo.

Os cientistas da suíça La Prairie infundiram a platina por meio de peptídeos na Platinum Rare Cellular Collection, que acaba de ganhar seu mais novo membro: a Life-Lotion, uma loção antioxidante que é primeiro passo no processo de alto-rejuvenescimento proposto pela marca.

Assim como na alta-costura, na alta-gastronomia ou na alta-joalheria, o haute-rejuvenation resume a união de luxo com savoir-faire, precisão e tecnologia de ponta. No caso, é o resultado de toda a expertise contida neste potinho de ametista, de estética minimalista, com poderes incríveis anti-idade.

Não é apenas uma embalagem lindíssima com um conteúdo caro (sim, os produtos Platinum Rare começam em mais de R$ 1,8 mil). O Platinum Rare Cellular Life-Lotion, além de ter o exclusivo Cellular Complex da La Prairie, combina peptídeos de platina a cinco ingredientes com funções detox, passo importante no processo de atrasar o tempo (aqui, pense em efeitos de poluição e stress sobre a pele, principalmente).

“A fórmula do Platinum Rare Cellular Life-Lotion ataca três níveis de detox celular: restaura a funcionalidade, combate os fatores de stress e renova a energia das células”, diz Jaqueline Hill, diretora de Inovação e Ciência da La Prairie. A pele ganha elasticidade, firmeza e tônus. As rugas diminuem e a hidratação se dá em níveis mais profundos.

A collection inclui também o Platinum Rare Cellular Serum (R$ 3.570), a versão creme (R$ 3.570), o Eye Essence (R$ 1.870) e o Night Elixir (R$ 5,2 mil).

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A história de rejuvenescimento da La Prairie começou na década de 1930, quando o médico Paul Niehans iniciou seus estudos de regeneração celular para reverter os efeitos da idade. Suas revolucionárias terapias o levaram a criar a Clinique La Prairie, um retiro médico na Suíça.

A clínica atraiu (e ainda atrai) um fluxo constante de membros da realeza, artistas e celebridades, entre eles o Papa Pio 12, Charlie Chaplin, Winston Churchill, Pablo Picasso e Marilyn Monroe.

As pesquisas avançam até hoje, sendo este último lançamento, a Life-Lotion, um dos mais ambiciosos da marca, hoje não mais associada à clínica, mas firme nos mesmos propósitos. Ingredientes nobres e raros são condição sine qua non dos cosméticos La Prairie: caviar, ouro e agora platina oferecem resultados excepcionais – e cientificamente comprovados.

“A Platinum Rare Cellular Life-Lotion eleva a rotina de beleza a um novo patamar, luxo e ciência em altíssimo nível para uma aparência mais jovem”, disse à Bazaar Greg Prodromides, diretor de marketing da La Prairie, na apresentação do produto à imprensa, durante a Miami Art Basel.

A marca contratou o arquiteto suíço Mario Botta para criar uma arquiescultura inspirada na origem da vida, que ficou em exposição no La Prairie Pavilion do Collectors Lounge, durante os dias da feira. “A vida começa nos espaços mais íntimos, e eu queria oferecer essa experiência novamente, a oportunidade de refletir sobre as origens da vida”, disse o arquiteto.

Ripas verticais de cedro, alinhadas em curvas orgânicas e femininas, convidavam o espectador a explorar o espaço. A colaboração foi mais uma de uma série de parcerias da marca com artistas suíços: Julian Charrière, em Hong Kong, e Manon Wertenbroek, na Art Basel da Basileia.

“Há muito mais em comum entre beleza e arte: há inovação e pesquisa por trás da marca, mas também a arte envolvida nas fórmulas, nas texturas e nas embalagens”, resumiu Patrick Rasquinet, CEO da La Prairie. Arte, ciência, beleza – e luxo – em perfeitíssima harmonia.

Leia mais:
Oito produtos de beleza que estão fazendo sucesso no verão
Cuidado com o contorno: maquiagem não é para ter cada de Photoshop
Oito celebridades que possuem marcas próprias de cosméticos