Adeptas de tratamentos estéticos cada vez mais inusitados, celebridades como Jessica Alba e Kourtney  Kardashian têm compartilhado imagens em que aparecem com máscaras faciais que se assemelham àquelas usadas por alguns personagens famosos do cinema. Essas ferramentas emitem luzes de LED com o objetivo de rejuvenescer as células do rosto.

As luzes atuam sobre a mitocôndrias das células, auxiliando na produção de proteínas – como colágenos e elastinas. Segundo Mauricio Farah, chefe de operações da Basall, o procedimento, conhecido como fotobioestimulação, é indicado para reduzir as rugas finas e poros dilatados, além de potencializar a ação dos produtos de beauté. 

“A luz vermelha aumenta a atividade dos queratinócitos proporcionando efeito anti-idade e aumentando, também, a velocidade de cicatrização e reparação da pele. Ou seja, ajuda a reduzir as linhas finas do rosto e as rugas”, explica. “Já o tom azul regulariza a secreção das glândulas sebáceas e tem um alto efeito bactericida, que ajuda a secar espinhas e diminuir a oleosidade”, adiciona.” O magenta, que é a junção dos dois anteriores, proporciona mais viço e elasticidade à pele”, finaliza.

Em terras nacionais, o aparelho pode ser adquirido por R$ 1.800. Vai testar?

56512_normal

Leia mais: Depois de dominar os makes, técnica “strobing” ganha os cabelos