Diana Vreeland, a icônica editora da Bazaar - Foto: divulgação
Diana Vreeland, a icônica editora da Bazaar – Foto: reprodução

Uma das editoras de moda mais influentes do século 20 – é dela o trunfo de ter criado a famosa coluna da Bazaar, Why Don’t -,  Diana Vreeland ganhou uma coleção de perfumes com o seu nome. Produzidas pelo seu neto, Alexander Vreeland, as cinco fragrâncias traduzem o espírito da editrix em frascos de estética art decó idealizados por artesãos franceses.

Os perfumes de Diana Vreeland - Foto: reprodução
Os perfumes de Diana Vreeland – Foto: reprodução

Cada aroma foi criado por uma perfumista e remete as paixões de Diana. Com âmbar como base, Extravagance Russe faz referência a cultura oriental; Perfectly Marvelous foi idealizada por Celine Barel e mescla sândalo vermelho com pimenta; Yves Cassar assina a Absolutely Vital em homenagem a Índia; Clement Gavarry criou sua Simply Divine a partir de flor de laranjeira da Tunísia e jasmim egípcio; Carlos Benaim demorou dois anos para desenvolver o Outrageously Vibrant com notas de patchouli. O lançamento acontece durante a semana de moda de Nova York. Os frascos serão vendidos em lojas como Colette, Neiman Marcus e Selfridges.