O perfume Lady Blanche – Foto: Divulgação

A história de Penhaligon’s começa com seu fundador, William Penhaligon’s. Um humilde barbeiro da Cornualha que chegou à Corte Real e aparou a barba do Xá da Pérsia, em 1870.

O primeiro perfume de William foi o Hammam Bouquet, inspirado nos banhos turcos, onde ele era barbeiro residente, aparando as barbas dos brilhantes jovens de Mayfair. A fragrância era exótica. Era excitante. Causou um grande rebuliço. Os jovens clamavam por mais.

Uma série de fragrâncias fabulosas seguiram, catapultando este barbeiro-empresário para as alturas da sociedade britânica. Mas a mistura mais notável de William foi outra: a empresa que construiria sobre seu legado.

Hoje, um século e meio depois, a Penhaligon’s é talvez a casa de fragrâncias mais estimada do mundo. A casa tem dois Mandados Reais (Royal Warrants) e continua a perfumar o mundo com uma dose de britanismo e alguns aromas muito deslumbrantes.

Conheça os perfumes:

British Tale

O perfume mais perfeito de Penhaligon’s. Enfie o nariz na biblioteca de British Tales de Penhaligon’s e descubra a história por trás de cada fragrância. Há uma miríade de clássicos atemporais para vasculhar e ficar de nariz torcido.

Trade Routes

Que presentes os navios trarão para casa? Viaje para uma era passada de exploração e descoberta ousada com esses perfumes exóticos. Trade Routes é infundido com a vasta gama de ingredientes decadentes que chegaram às docas de Londres no final do século 19.

Portraits de Penhaligon

Descubra uma família de fragrâncias muito diferente de qualquer outra, onde nada é exatamente o que parece. Afinal, toda família tem seus segredos. Portraits é uma homenagem ao bom e velho espírito inglês: lábio superior rígido, humor cáustico e um talento para a provocação.