Gwyneth Paltrow – Foto: Reprodução/Instagram

Nenhuma imagem resume tanto o poder de Gwyneth Paltrow como a que ela própria postou recentemente em seu Instagram: a atriz recria a cena de 1999, quando recebeu um Oscar por sua atuação em “Shakespeare Apaixonado”, mas, no lugar da estatueta, segura um vibrador. Não é qualquer vibrador, mas o gadget recém-lançado por sua marca de wellness e beleza limpa, Goop.

Para além do extremo sucesso como atriz, Gwyneth ergueu sozinha um império de terapias alternativas e cosméticos naturais, cujo valor é estimado em US$ 250 milhões. Com produtos que vão da vela com o estranho aroma “This Smells Like My Vagina” a potinhos de skincare que são sucesso no mundo todo, ela é a melhor propaganda dela mesma.

Aos 48 anos, não é incomum vê-la em suas redes sociais em selfies de cara limpa, sem filtro, em que exibe uma pele jovem e com um glow lindamente natural. Ao contrário de JLo, que recentemente virou motivo de piada, até entre dermatologistas, ao dizer que jamais aplicou uma agulha no rosto (diz que sua beleza se deve única e exclusivamente ao óleo de oliva…sei!), Gwyneth Paltrow admite que faz uso de toxina botulínica, mas sem exageros.

E não é qualquer toxina que penetra livremente em sua face. Ela é adepta da substância do tipo A, mais pura em sua composição, comercializada pela alemã Merz Aesthetics, e que atende pelo nome comercial de Xeomin. A atriz foi anunciada no ano passado como rosto global da atual campanha de autocuidado da marca, que prega encorajar as mulheres a se permitirem fazer o que quiserem para se sentirem bem.

Parece um contrassenso falar em beleza natural e admitir uso de toxina? Para ela não é, e a própria Gwyneth explica por quê: “às vezes, uma mulher precisa de uma ajudinha extra”, contou em entrevista à Bazaar. “Acho que vivemos uma época especialmente favorável em termos de avanços da ciência no que diz respeito a beleza e bem estar, e muitas mulheres querem se sentir bem e estar no seu melhor. Temos que nos beneficiar disso. Cada uma deve encontrar o que funciona para si. Beleza, para mim, é ser quem você é, em sua integridade, algo que vem de dentro.”

Os produtos da Goop – Foto: Divulgação

O uso de toxina botulínica é o único recurso estético que ela diz se permitir, para além de hábitos saudáveis como dormir bem, alimentar-se de forma correta, hidratar-se e, claro, praticar atividade física. “Sou contra o uso exagerado de preenchedores, mas acho que a toxina purificada deixa um aspecto bastante natural no rosto”, esclarece. “Uso o injetável antirrugas há cerca de três anos. Algumas pessoas optam por uma aparência mais carregada, mas, pessoalmente, prefiro que pareça extremamente suave. A primeira vez que experimentei injetáveis foi no meu aniversário de 40 anos, mas não gostei muito dos resultados e desisti por muito tempo. Agora me sinto mais segura em usar.”

Quanto à sua rotina de bem estar, ela conta que tenta dormir muito (muito mesmo!): de oito horas e meia a nove horas por noite. Exercícios todos os dias, sem exceção. Três vezes por semana, ela faz o treino da personal Tracy Anderson – seu método mescla passos de dança, com exercícios aeróbicos, pesos e outros acessórios funcionais, como bolas e elásticos.

Ao contrário dos treinos tradicionais, que têm como alvo os principais grupos musculares, o de Tracy Anderson foca na combinação de movimentos com a respiração constante, com um gasto calórico altíssimo. Com faro incrível para o business, a atriz e empresária até se tornou uma das investidoras do método nos Estados Unidos.

Ela também pratica ioga, desde os 25 anos, e pelo menos uma vez por semana faz hiking em trilhas e montanhas, ao lado do marido, o produtor Brad Falchuk. “O segredo é variar para não enjoar”, ensinou.

Outra receita infalível de bem-estar de Gwyneth? Hidratação. Ela não se diz uma pessoa de café da manhã, daqueles que duram horas (exceto no brunch dos fins de semana), mas gosta de tomar dois copões de água ao acordar. Durante o exercício, ingere o GoopGlow Morning Skin Superpowder, um blend de vitaminas C e E e enzimas de ação antioxidante.

Gwyneth Paltrow – Foto: Reprodução/Instagram

No rosto, produtos de clean beauty da sua Goop, é claro. O favorito é o esfoliante GoopGlow Microderm Instant Glow Exfoliator: “uso toda manhã e toda noite”, atesta. “Suplementos, vitaminas e esfoliação fazem parte de mim há muito tempo. A partir dos 20 anos, passei a focar na alimentação macrobiótica e na prática de exercícios.”

Gwyneth Paltrow se diz tranquila com o processo de envelhecimento. “Amo envelhecer, amo ver a pessoa que me tornei a cada dia, a cada ano, sou grata por estar no meu melhor”, diz a mãe de Apple, de 16 anos, e Moses, de 14.

Como fundadora e CEO do Goop, Gwyneth testa muitas novidades e o tempo todo – a ponto, inclusive, de ter uma série própria, batizada de “Goop Lab”, dedicada a suas experiências e de sua equipe com terapias alternativas. Alguns especialistas mais céticos e críticos ao programa acusaram o seriado exibido pela Netflix de espalhar mitos e desinformação.

Mas a atriz se defende e diz que seu papel é incentivar o autocuidado e endossar o que ela acha que, sendo bom para ela, pode ser bom para outras pessoas também – e, de preferência, com a ciência por trás. Pergunto se a Gwyneth atriz foi superada pela Gwyneth empresária e criadora do Goop: “hoje sou muito mais a segunda opção. Tenho uma curiosidade imensa pelo mundo, por ensinar as pessoas a se cuidarem e a viverem melhor, e é assim que gasto o meu tempo atualmente.”

A mais recente das suas descobertas de wellness são os benefícios da terapia pós-trauma. “Se ele não for tratado de forma correta, traz prejuízos terríveis e doenças físicas e emocionais”, alerta. Anote: ainda vamos ouvir falar muito sobre isso. Sobre voltar a atuar, a estrela de “Vingadores: Ultimato” faz mistério e até brincou em uma entrevista no canal de Naomi Campbell no Youtube que só volta com uma condição: ter um roteiro escrito por ela ou ser escalada pelo marido. Uma coisa é certa. Onde quer que ela esteja, o sucesso estará com ela.