A obra de Tatiana Blass exposta na 30 × bienal - Foto: divulgação
A obra de Tatiana Blass exposta na 30 × bienal – Foto: divulgação

Abre neste sábado a expo 30 × Bienal – Transformações na Arte Brasileira da 1ª à 30ª Edição, que celebra os 60 anos da segunda Bienal mais tradicional do mundo (a mostra paulistana fica atrás apenas da Bienal de Veneza). O curador Paulo Venancio Filho selecionou 111 artistas brasileiros que passaram por uma ou mais das 30 edições e que causaram maior impacto na arte do País.

A obra de Tunga exposta na 30 × bienal  - Foto: divulgação
A obra de Tunga exposta na 30 × bienal – Foto: divulgação

Segundo Venancio, as 250 obras escolhidas constituem “o museu de arte brasileira que o Brasil não tem”, mas que, ao longo da expo (que segue até 8/12), estará aberto à visitação, possibilitando conferir de perto as obras e movimentos que mudaram o panorama visual por aqui – do neoconcretismo de Hélio Oiticica e Lygia Clark, nos anos 1960, aos experimentos da arte pop dos 1970 e da retomada da pintura nos 1980, chegando até os nossos dias, em obras dos jovens Tatiana Blass e Rodrigo Braga, entre outros.

30 × Bienal @ Fundação Bienal de São Paulo
Terça, quinta, sábado, domingo e feriados, das 9h às 19h (entrada até 18h)
Quarta e sexta das 9h às 22h (entrada até 21h)
Av. Pedro Álvares Cabral  VIla Mariana, São Paulo – SP
Portão 3
Entrada franca