Present Continuous Past, Dan Graham, 1974 – Foto: Divulgação

O Museu de Arte Morderna de São Paulo está começando o ano com o pé direito. Trata-se de uma releitura do seu acervo, cerca de 50 obras de artistas como Nam June Paik e Bruce Nauman, em diálogo com cinco videoinstalações históricas da coleção do complexo parisiense Centre Pompidou. A ideia é colocar em cheque temas como identidade, cidadania, geopolítica, simulação, entre outros.

Norte sul leste oeste, Tony Oursler, 2013 – Foto: Divulgação

A abertura acontece nesta terça-feira (22.01), às 20h, com a obra Norte sul leste oeste – rostos projetados nas árvores do parque Ibirapuera (imagem acima) – do norte-americano Tony Oursler, como atração primordial da visita. A crista está no ponto de cruzamento entre o passado, o presente e o futuro, diversificando linguagens e quebrando barreiras de mídias.

Spectro, Lole de Freitas, 1972 – Foto: Divulgação

A exposição Circuitos Cruzados: o Centre Pompidou encontra o MAM fica até 31 de março, lá no terceiro portão do Parque Ibirapuera, de terça a domingo, das 10h às 17h30. Os ingressos custam R$6. Para mais informações, entre no site do museu. Must visit!