Amy Adams: cinco filmes que amamos da atriz ítalo-americana

Fashionista completa 45 anos nesta terça-feira

by Luigi Carta
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Amy Adams é uma das maiores atrizes da atualidade e enche os olhos dos fashionistas com seu estilo nos red carperts por aí. Nascida na Itália, ela teve seu primeiro papel de destaque no filme “Prenda-me Se For Capaz”, dirigido por Steven Spielberg. A atriz contracenou ao lado de Leonardo DiCaprio e, desde então, acumulou sucessos de crítica e de público com seus filmes.

A atriz possui duas estatuetas do Globo de Ouro e cinco indicações ao Oscar. Mas, infelizmente para seus fãs, ela nunca conseguiu ganhar o prêmio de maior prestigio do universo cinematográfico. Nesta terça-feira (20.08), Amy completa 45 anos e, para homenageá-la, listamos cinco filmes que a atriz teve uma performance digna de Oscar. Veja a seguir:

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Junebug, 2005 - Foto: Divulgação

Junebug, 2005 – Foto: Divulgação

“Junebug”, 2005
Comédia dramática dirigida por Phil Morrison com roteiro de Angus MacLachlan. O filme conta a história de uma sofisticada marchand, Madeleine (Embeth Davidtz), casada com um homem nativo de uma cidade provinciana do sul dos EUA, George (Alessandro Nivola). Ao visitar a cidade natal do marido, Madeleine decide conhecer a família dele, mas se vê presa em um grupo de pessoas muito desconfiadas dela – exceto a irmã de George, Ashley (Amy Adams). Para o papel, Amy foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante.

Dúvida, 2008 - Foto: Reprodução/IMDb

Dúvida, 2008 – Foto: Reprodução/IMDb

“Dúvida”, 2008
Padre Flynn (Philip Seymour Hoffman) tenta acabar com os rígidos costumes da escola St. Nicholas, localizada no Bronx, na década de 1960. A diretora do centro educacional é a irmã Aloysius Beauvier (Meryl Streep), que acredita no poder do medo para disciplinar crianças. A escola aceitou recentemente seu primeiro aluno negro, Donald Miller (Joseph Foster), mas a irmã James (Amy Adams) conta à diretora suas suspeitas sobre o padre, de que esteja dando atenção demais a Donald. É o suficiente para que a irmã Aloysius inicie uma cruzada moral contra ele, tentando a qualquer custo expulsá-lo da escola. Amy tambémfoi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante por sua atuação.

O Vencedor, 2010 - Foto: reprodução/IMDb

O Vencedor, 2010 – Foto: reprodução/IMDb

“O Vencedor”, 2010
Dicky Ecklund (Christian Bale) viu o auge da sua carreira ao enfrentar o campeão mundial Sugar Ray Leonard em uma luta de boxe, na década de 1980, e se consagrar vencedor. Ele vive da fama, apesar de ter desperdiçado a carreira devido às drogas. Micky Ward (Mark Wahlberg), seu irmão, tenta agora a sorte no mundo do boxe, sendo treinado por Dicky e empresariado por Alice (Melissa Leo), sua mãe. Só que a família sempre o coloca em segundo plano em relação a Dicky, o que impede que Micky consiga ascender no esporte. A situação muda quando ele passa a namorar Charlene Fleming (Amy Adams), que o incentiva a deixar a influência familiar e tratar a carreira de forma mais profissional. Outra indicação ao Oscar de melhor atriz coadjuvante.

O Mestre, 2012 - Foto: Reprodução/IMDb

O Mestre, 2012 – Foto: Reprodução/IMDb

“O Mestre”, 2012
Com o fim da Segunda Guerra Mundial, o marinheiro Freddie Quell (Joaquin Phoenix) tenta reconstruir sua vida. Traumatizado pelas experiências em combate, ele sofre com ataques de ansiedade e violência. Um dia, ao acaso, ele conhece Lancaster Dodd (Phillip Seymour Hoffman), uma figura carismática e líder de uma organização religiosa conhecida como “A Causa”. No longa, Amy vive Peggy Dodd – uma mulher poderosa e comparsa do líder do culto Dodd.

Trapaça, 2013 - Foto: Reprodução/IMDb

Trapaça, 2013 – Foto: Reprodução/IMDb

“Trapaça”, 2013
Irving Rosenfeld (Christian Bale) é um trapaceiro que trabalha com a sócia e amante Sydney Prosser (Amy Adams). Os dois são forçados a colaborar com um agente do FBI (Bradley Cooper), infiltrando o perigoso e sedutor mundo da máfia. Ao mesmo tempo, o trio se envolve na política por meio do candidato Carmine Polito (Jeremy Renner). Os planos parecem dar certo, até a esposa de Irving, Rosalyn (Jennifer Lawrence), aparecer para mudar as regras do jogo.

Leia mais:
Lupita Nyong’o e Amy Adams ganham vestidos feitos sob medida para o Golden Globes
Globo de Ouro: veja os seis filmes mais estilosos do prêmio americano
Descubra as joias mais poderosas do Oscar 2019