Carbono Galeria recebe obras inéditas de Nazareno Rodrigues

Com três múltiplos inéditos e um resgate de 15 edições bem sucedidas, mostra atualiza o portfólio do artista paulistano

by elav
Os limites estão em debate em "Até que nos deixem sair" - Foto: divulgação

Os limites estão em debate em “Até que nos deixem sair” – Foto: divulgação

A Carbono Galeria abre, nesta terça-feira (13.05), a mostra As Edições – entre guardados e inéditos, de Nazareno Rodrigues. Na individual, o artista exibe três múltiplos inéditos, além de uma retrospectiva com uma seleção de 15 edições conhecidas do artista.

Em E se provou a liberdade uma vez, nada mais os deterá, Rodrigues trabalha o conceito de individualidade em múltiplos, com intervenções manuais em serigrafias de retratos de coração.

O múltiplo "E se provou a liberdade uma vez, nada mais os deterá": conceito de individualidade é trabalhado com intervenções manuais distintas em cada obra - Foto: divulgação

O múltiplo “E se provou a liberdade uma vez, nada mais os deterá”: conceito de individualidade é trabalhado com intervenções manuais distintas em cada obra – Foto: divulgação

Numa Terra Selvagem, outro inédito, conta com uma pequena cama, com colchão de mármore, dentro de uma caixa. A proposta aqui é de trabalhar o olhar do espectador sobre o ambiente, que pode ser feito de cima ou a partir de orifícios que cercam a instalação.

Já em Até que nos deixem sair, o debate gira em torno de limites e fronteiras. Sobre um “mar” de fios de seda dispostos em uma travessa de porcelana se encontra um barco dentro de uma pequena garrafa. Aqui, o espectador é convidado a moldar os fios como quiser, resultando em alinhamentos distintos, a partir de quem vê.

"Numa Terra Selvagem": o olhar do espectador entra em debate - Foto: divulgação

“Numa Terra Selvagem”: o olhar do espectador entra em debate – Foto: divulgação

Compondo a retrospectiva, estão obras bem conceituadas de Nazareno, como as pequenas cadeiras de Esperando ou o tricô de Felicidade. Entre guardados e inéditos fica em exposição até o dia 14 de junho de 2014 no espaço da Carbono e cumpre bem a função de resgate e atualização do portfólio do artista.

As Edições – entre guardados e inéditos, por Nazareno Rodrigues @ Carbono Galeria
Abertura: 13 de maio, terça-feira, das 19h às 22h. Em cartaz de 14 de maio a 14 de junho de 2014
Rua Joaquim Antunes, 59, Pinheiros, São Paulo
De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h; sábados, das 11h às 15h
Entrada franca