“Carol”: fashion filme da semana relata luta pelo direito de amar

Obra tem Cate Blanchett e Rooney Mara como protagonistas

by Beatriz Poletto
Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

Cate Blanchett é uma musa fashionista de extrema elegância. Seus looks no dia a dia e no red carpet são motivos de aplausos. E, por seu porte que esbanja finesse, ela foi escolhida pelo diretor Todd Haynes para interpretar Carol Aird em “Carol”. O romance, que também é considerado um drama, conta a história de duas mulheres que se apaixonam nos 1950: enquanto Cate dá vida a uma mulher mais velha, que é mãe e casada, Rooney Mara é  Therese Belivet, fotógrafa com quem engata uma história de amor proibida.

O fashion filme da semana – lançado em 2015 – emociona pela maneira que aborda o preconceito e a luta das homossexuais da época. A obra possui roteiro e fotografia excepcionais. Com finesse, as protagonistas da trama são colocadas como objetos de desejo pelos homens. Ambos os parceiros de cada uma reagem de forma agressiva ao perceberem a rejeição.

Além dos quesitos cinematográficos, as peças usadas pelos personagens do filme são impecavelmente correspondentes ao estilo fashionista dos anos 1950. Em um período pós-guerra, as roupas não tinham bordados ou demais extravagâncias. Mas a alfaiataria impecável reinava, com cortes e silhuetas que começavam a ilustrar o empoderamento feminino. O que enriquecia os looks eram as joias de família e os acessórios, como bolsas, lenços e até casacos de peles.

Nomeado a seis estatuetas do Oscar, incluindo melhor figurino para renomada Sandy Powell, o longa-metragem é um must-see.

SIGA A BAZAAR NO INSTGARAM

 

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

Leia mais:
Sônia Braga: cinco filmes para ver – ou rever – já!
“A Garota Dinamarquesa” é uma poesia sobre o amor
“L’Amour Fou” desvenda o romance e a vida de Saint Laurent e Pierre Bergé