Cartaz do festival de cinema – Foto: Divulgação

Pelo segundo ano consecutivo, o Chanel fecha parceria com o Deauville American Film Festival, que ganha sua 46º edição de 4 a 13 de setembro de 2020. O evento exibe filmes dos festivais de Cannes e Annecy, além de uma seleção própria. A artista Vanessa Paradis é a presidente do Júri.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Deauville tem um significado particular com a história da Chanel. Foi neste emblemático balneário Belle-Epoque, em 1912, que Gabrielle Chanel abriu uma chapelaria em seu nome, na rue Gontaut-Biron. A couturière se apropriou dos tops em jersey usados pelos pescadores e decidiu usar este material “pobre”, que até então era reservado para roupa interior masculina e t-shirt de marinheiros.

Coco Chanel em Deauville – Foto: Divulgação

A partir de 1913, ela passou a fazer blusas de jersey e ternos e o bege – a cor da areia úmida da praia de Deauville – se tornou uma de suas cores favoritas. Gabrielle Chanel impôs uma silhueta liberada e moderna, que revolucionaria o fascínio das mulheres para sempre.

Um século depois, em 2013, Karl Lagerfeld fez um curta-metragem intitulado “Once upon a time”, que narra os primeiros dias de Coco Chanel em Deauville, com a atriz britânica e embaixadora da maison, Keira Knightley, no papel da estilista.