Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Por Paula Jacob

Um dos maiores ícones do cinema, Clint Eastwood, comemora neste domingo (31.05) 85 anos, acumulando em seu currículo 43 filmes como ator, uma série de TV, 30 filmes como diretor e 26 como produtor. Uma carreira e tanto para celebrar!

Sua trajetória começou aos 25 anos de idade, em um papel secundário no longa de Jack Arnold, Revenge Of The Creature (1955). Depois de alguns papeis sem créditos, em 1959 Clint recebeu o convite para atuar como coadjuvante na TV, em Rawhide, no papel de Rowdy Yates. Após 7 bem sucedidas temporadas, Clint estreia a oitava como o protagonista Gil Favor. Porém o papel que mudou a sua carreira foi sob direção de Sergio Leone, em Por Um Punhado de Dólares (1964), e deu origem ao gênero western spaghetti, do qual se tornou ícone.

Em 1971 fez sua estréia como diretor, com o longa de suspende Perversa Paixão, onde atuou ao lado de Jessica Walter. Clint, versátil como um grande artista deve ser, participou do elenco na maioria de seus filmes, como o aclamado pela crítica Menina de Ouro (2004), ao lado da musa Meryl Streep em As Pontes de Madison (1995) e Gran Torino (2008).

Para homenagear este grande ator-diretor-produtor, Bazaar selecionou 10 filmes que ele dirigiu para você ter em casa, confira!

O Estranho Sem Nome (1973)
Segundo longa como diretor, Clint faz o papel do personagem principal, que dá o nome ao filme. Um pistoleiro misterioso e de poucas palavras, como é conhecido, que é contratado para defender a cidade Lago de bandidos. O longa de desenrola de forma que o telespectador tire suas próprias conclusões diante do enigma colocado em questão. Destaque para o cenário, à beira do lago Momo, que foge do óbvio quando se pensa no gênero western.

Bird (1987)
Forest Whitaker interpreta o famoso saxofonista Charlie Parker, em uma biografia emocionante, que conta a generalidade do músico e todas suas dificuldades e vícios no âmbito pessoal, incluindo a heroína. Conhecido como Bird, o músico contribuiu para a indústria, introduzindo novas variantes de acordes alterados e substituição de acordes, além é claro da sua famosa improvisação. Destaque aqui, logicamente, fica com a trilha sonora, composta pelas músicas originais de Parker, recuperadas de seu arquivo pessoal por Clint e Lennie Niehaus, seu coordenador musical.

Os Imperdoáveis (1992)
Vencedor de sete prêmios, incluindo Oscar de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Montagem, em 1993, o longa se passa em 1880, em Wyoming. Após o ataque à uma prostituta da cidade, o xerife contrata o jovem pistoleiro Schofield Kid (Jaimz Wooveltt), os veteranos William Munny (Clint Eastwood) e Ned Logan (Morgan Freeman) para cuidar do caso. Mas são pegos de surpresa por um pistoleiro solitário, English Bob (Richard Harris), que também quer a recompensa. O filme traz o gênero western violento, com elementos clássicos, como a corrupção da “polícia”, de forma nada óbvia.

As Pontes de Madison (1995)
Roteiro adaptado do romance de Robert James Waller, The Bridges of Madison County, o filme conta a história do fotógrafo da National Geographic, Robert Kincaid (Clint Eastwood), que se apaixona pela mulher de um fazendeiro, Francesca Johnson (Meryl Streep). A paixão dos dois cresce durante uma viagem da família Johnson, e precisa ser esquecida quando eles retornam. Destaque para o resultado final do filme, sem clichês românticos forçados, com uma estética natural, devido as locações reais, em fazendas e pontes de Iowa, que deram o tom de vida real sem esforço de ser retratada dessa forma.

Poder Absoluto (1997)
Luther Whitney (Clint Eastwood) é um ladrão de jóias, que aproveita a viagem de um milionário local a Barbados para assaltar sua casa. Durante a invasão, ele presencia a traição da mulher do proprietário com o presidente americano (Gene Hackman), que acaba assassinando a mulher. A trama se desenrola de forma fascinante e questiona os jogos de poderes, entre a autoridade máxima do governo dos EUA e um ladrão famoso, que acaba se tornando testemunha do crime.

Sobre Meninos e Lobos (2003)
Outro longa policial de Clint, com um casting incrível, que traz Sean Penn como Jimmy Marcus, protagonista que perde a filha em um assassinato. O caso cai nas mãos de um amigo de infância, Sean Devine (Kevin Bacon), que fica encarregado de resolver o crime. O roteiro adaptado do livro Mystic River, de Dennis Lehane, retrata uma investigação que coloca sob suspeita um dos amigos de Sean e Jimmy, Dave Boyle (Tim Robbins), que esconde segredos do passado até de sua própria mulher. Destaque para a atuação impecável de Sean Penn, que rendeu ao ator o Oscar de melhor ator em 2004 e de melhor ator na categoria drama no Golden Globes do mesmo ano.

Menina de Ouro (2004)
Um dos filmes mais emocionantes de Clint, conta a história de Maggie Fitzgerald (Hilary Swank), uma boxeadora determinada com o que quer na sua carreira. Um longa que foge do esperado, no gênero lutas. Ele retrata uma relação de afeto entre o treinador Frankie (Clint Eastwood), que tem problemas em se envolver emocionalmente com as pessoas, inclusive sua filha, e sua million dollar baby. O casting ainda conta com Morgan Freeman, que faz o papel de Scrap, amigo de Frankie na academia de luta. Um dos longas onde a química, não como amor de casal, mas como amor de personagem, é vista entre o trio principal. Menina de Ouro rendeu 13 prêmios, incluindo o Oscar de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Atriz e Melhor Ator Coadjuvante, em 2005.

A Troca (2008)
Baseado em fatos reais, o drama dos anos 1920 conta a história de uma mulher que tem seu filho desaparecido, e quando contata a polícia sobre o caso, uma outra criança é posta em seu lugar, alegando ser seu filho. Christine Collins (Angelina Jolie) enfrenta a força policial da época e expõe um déficit na competência da mesma, além da corrupção da época. Destaque para o figurino impecável e roteiro, que sob comando de J. Michael Stracynski, foi capaz de resgatar arquivos de prefeitura de Los Angeles antes de serem destruídos.

Invictus (2009)
O longa que retrata uma das questões políticas e sociais mais comentadas do mundo, em uma África do Sul racista e dividida decorrente do apartheid, expõe a história de Nelson Mandela (Morgan Freeman) recém eleito e sua tentativa de unir a população através do esporte. A Copa do Mundo de Rúgbi é o mote perfeito para Francois Pienaar (Matt Damon) é o capitão do time sul-africano e incentivado pelo próprio Mandela à vencer a competição. Destaque para a atuação de Freeman, que lhe rendeu a indicação ao Oscar de Melhor Ator em 2010.

J. Edgar (2011)
Um biografia que trata da vida controversa de John Edgar ou J.Edgar (Leonardo DiCaprio), diretor federal do FBI. Seu grande poder de comando e força na vida profissional é contraposta com uma caótica vida pessoal, questionamentos e insinuações homossexuais, que vêm a influenciar a carreia de J.Edgar. Destaque também para o figurino, cenário e jogo de luz, que compõe uma cena dramática e profunda da trama. Além é claro da atuação de Leonardo DiCaprio.