Os meninos da banda inglesa Real Lies - Foto: reprodução
Os meninos da banda inglesa Real Lies – Foto: reprodução

Por Isabela Almeida

Na fabriquinha inglesa de bandas novas que produz dezenas delas por semana, surgiu, há pouco, uma que chama a atenção tanto por suas músicas boas quanto por suas… roupas boas. A cena britânica tem festejado bastante a chegada do trio electropop Real Lies. Além de as poucas canções denunciarem o quão ingleses eles são, o jeito como se vestem no palco está sendo chamado de um “verdadeiro editorial de moda jovem típica de frequentadores de fim de semana dos bairros londrinos badalados, como Shoreditch ou Dalston”.

“Nosso estilo é assim: acordamos de manhã e nos vestimos de forma a não parecermos idiotas. Seríamos algo como jogadores de futebol em férias e um pouco de Christopher Moltisanti na primeira temporada de Família Soprano”, brinca o talentoso Kev Kharas, líder do grupo, em entrevista à Bazaar.

Camisas mais “autorais”, de lojas com “assinatura” e não com uma marca, e camisetas que você não encontra na Topman vestem os rapazes, que apontam como heróis musicais no quesito moda Brian Harvey, o “trouble guy” ex- vocalista da boy-band East 17, e o conhecido Paul Weller, esse especialmente na fase em que fazia parte da banda The Style Council, um dos grupos mais bem vestidos da história.

Baseado em Londres, o Real Lies tem poucas músicas lançadas para tanta badalação, e muito disso se deve ao frescor de suas canções, que enchem de vários sentimentos o coração de quem as ouve. Pode ser de alegria, nostalgia, euforia contida e, às vezes, uma certa tristeza.

*A matéria na íntegra você acompanha na edição de agosto da Bazaar, que já está nas bancas. Acesse também assinebazaar.com.br para receber os próximos exemplares em casa.