Foto: Valerio Rioja

Por Rafaela Sehn

Esqueça os macacões vermelhos e as máscaras de Salvador Dalí, de “La Casa de Papel”, ou o uniforme engomadinho de “Elite” (ambas as séries disponíveis na Netflix). Agora, Jaime Lorente atua com cotas de malha, espadas em punho e se joga na lama em lutas coreografadas. Ele é o protagonista da série medieval “El Cid”, nova produção espanhola da Amazon Prime Video, que estreia nesta sexta-feira (18.12).

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

“Fui atraído pela ideia de personificar um ser humano real. Não apenas sua luta”, conta o ator em entrevista à Bazaar. Ele dá vida à figura histórica de Rodrigo Díaz de Viva – herói, traidor e lenda – e sua provocante jornada até a coroa da Espanha, mais de mil anos atrás.

“Me encantei pela visão da série, pelo conceito do herói protagonista e pelo fato de que Cid, figura muito conhecida aqui na Espanha, não é tão popular no mundo todo”, garante. Com produção ambiciosa, a nova trama retrata todas as dinâmicas de poder que envolvem essa batalha sangrenta.

Aos 29 anos, o ator espanhol não hesitou em explorar novas narrativas, uma vez que Denver e Nano, seus personagens mais marcantes nas produções espanholas citadas acima, criaram uma amálgama em sua atuação.

Antes de embarcar na série e viver o personagem que “diz tudo através do olhar”, Lorente precisou ensaiar por longos meses. Para as cenas alcançarem a perfeição, por exemplo, espadas reais foram usadas no set de filmagem. Nada podia estar fora do lugar. Outro fator essencial para transmitir realidade ao espectador, na volta ao ano 1.000 (d.C), foram os figurinos bastante fiéis à realidade. “Eram muito detalhados, o que torna as coisas muito mais fáceis e o trabalho fica mais orgânico”, diz ele, que precisava usar camadas e mais camadas de proteção, outra preocupação do staff.

As roupas, feitas com pequenas argolas de metal encadeadas, pesavam cerca de dez quilos. Imagina o desconforto sob o sol escaldante. Para concluir as filmagens, ele e o elenco tiveram de voltar ao local das filmagens ainda durante a pandemia a fim de cumprir o cronograma para a estreia. “Uma semana e meia para finalizar algumas cenas e fizemos tudo com muita cautela. Foi complicado.”

Bem longe dos figurinos pesados ou das armas em riste, o ator estava em ambiente caseiro, bem à vontade, com animais de estimação roubando a cena durante nossa chamada de vídeo. Ele até tentou apresentar um de seus cães, Pacorro, uma lulu da pomerânia que fugiu ao ser chamada pelo ator. “Foi criada com gatos, então é muito desobediente”, brinca.

Questiono como estava lidando com a quarentena, já sabendo que Lorente é um workaholic declarado desde o início de sua carreira de ator, em 2016. “Não consegui relaxar muito, algo bem difícil para mim. Tudo isso me afetou em um nível emotivo que impediu o meu corpo de relaxar”, desabafa. “Simplesmente não me permiti ficar tranquilo porque tinha noção da gravidade de tudo o que estava acontecendo.”

O ator espanhol calcula que metade de seus seguidores no Instagram é do Brasil – que, aliás, está em seus planos de viagem quando pandemia acabar. “Dizem que é o lugar no mundo onde você consegue ser feliz o tempo todo”.

Argumento que não é bem assim…mas seria essa a opinião do ator chileno Jorge Lopez, com quem contracenou em “Elite”, e que está vivendo na capital paulista para a série Temporada de Verão? “Não sabia que ele tinha se mudado para aí. Sou apaixonado demais pela Espanha para sair daqui, então acho que visitaria o País só para passar um tempo e ver tudo o que há de bom.”

Se essa viagem for demorar, a gente mata as saudades com pipoca e guaraná, porque “El Cid” promete enredo excitante, trama complexa e muito tilintar de espadas – um clássico das viciantes cruzadas épicas.