Emma Thompson em “Years and “Years” – Foto: Divulgação/HBO

Emma Thompson é uma das atrizes mais versáteis da indústria cinematográficas e quem olha sua filmografia pode se surpreender com alguns personagens que ela fez. Depois de marcar os anos 1990 com diversas personagens em filmes de época, a atriz interpretou personas mais surreais em produções como a saga Harry Potter e o live-action de “A Bela e a Fera.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Nesta quarta-feira (15.04), Emma Thompson está completando 61 anos e, para comemorar, relembre três vezes em que foi indicada ao Oscar de “Melhor Atriz”:

“Retorno a Howard’s End” (1992)

Foto: Reprodução/IMDb

A primeira indicação ao Oscar de “Melhor Atriz” foi pelo filme “Retorno a Howard’s End”, que se passa em 1910 e conta a história de duas irmãs, Margaret (Emma) e Helen Schlegel (Helena Bonham Carter). Amigas de uma família conservadora e aristocrata, as irmãs acabam tendo suas histórias entrelaçadas ao cotidiano daquele lar, resultando em uma herança, um casamento e conflitos entre as duas famílias.

A interpretação da liberal e feminista Margaret rendeu a estatueta do Oscar à Emma Thompson, além de o filme ter ganho em outras duas categorias e nomeado a outras seis.

“Vestígios do Dia” (1993)

Foto: Reprodução/IMDb

Em outra produção de época, Emma interpreta Sally Kenton, uma governanta que trabalhava em Darlington Hall, uma conhecida casa de campo. Depois de ter deixado o emprego há alguns anos, Sally recebe a visita de James Stevens (Anthony Hopkins), o mordomo-chefe da residência, que tenta convencer a governanta a voltar para Darlington que tem um novo dono.

“Razão e Sensibilidade” (1995)

Foto: Reprodução/IMDb

Inspirada no romance de Jane Austen, Emma Thompsom foi responsável pelo roteiro do longa que conta a história de Elinor (Emma) e Marianne (Kate Winslet), duas irmãs em dificuldade financeira vivendo e procurando amor em uma sociedade obcecada pelo status social. A dupla se muda para o campo, onde encontram diferentes formas de amor.

Emma não levou a estatueta de “Melhor Atriz” para casa, mas seu trabalho de roteirista lhe rendeu o Oscar de “Melhor Roteiro Adaptado”.