Expo “Nossos Naïfs Brasileiros” mostra obras autênticas da pintura nacional

Descobrir a ingenuidade e a franqueza é encontrar a essência da pintura de nossos naïfs

by Beatriz Poletto
Foto: Divulgação

“A Sanfoneira”, de Miranda – Foto: Divulgação

A Galeria Evandro Carneiro Arte, na Gávea, no Rio de Janeiro, apresenta de 17 de agosto a 14 de setembro a exposição “Nossos Naïfs Brasileiros”. A mostra conta com 40 telas de artistas diversos. Em destaque na exposição estão as obras “O Parque”, de Júlio Martins da Silva; “Mocinha lendo Carolina”, de Elza de Oliveira Souza; e “A sanfoneira”, de Miranda. As peças pertenciam à coleção de Lucien Finkelstein e estão à venda.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Descobrir a ingenuidade, a simplicidade, a franqueza, a liberdade, o colorido especial tal qual a alegria de viver do povo brasileiro, é encontrar a essência da pintura de nossos naïfs.

Esses artistas, dotados de um senso plástico natural, não aceitam ser rotulados, não se prendem a regras ou modismos e nem se deixam influenciar pelas tendências do momento. Eles nos mostram, através de suas pinceladas diretas e objetivas e suas técnicas intuitivas ou até mesmo criadas por eles próprios, os mais variados temas.

Foto: Divulgação

Chico Silva – Foto: Divulgação

Diz-se que a arte naïf aparece nos primórdios da humanidade, que nossos ancestrais, podem ter sido os primeiros pintores naïfs. Pois através da pintura rupestre, nas paredes de suas cavernas, eternizaram seus rastros, partes do seu cotidiano, suas caças, se comunicando e inventando uma linguagem para se expressar e deixar registrada.

O Brasil é um dos cinco grandes da arte naïf no mundo, junto a França, Haiti, ex-Iugoslávia e Itália. “Douanier” Rousseau foi o expoente da arte naïf moderna. Dele surgiram, no final do século XIX e início do XX, as mais belas e exóticas florestas, vegetações e animais, que para assombro dos grandes mestres da época, ele dizia os encontrar logo ali, num jardim perto de onde morava. Foi com a sua pintura única e imaginária que encantou os críticos mais famosos.

Foto: Divulgação

“Mocinha lendo Carolina”, de Elza de Oliveira Souza – Foto: Divulgação

Exposição “Nossos Naïfs Brasileiros”:  Rua Marquês de São Vicente, 124 (Shopping Gávea Trade Center). Salas 108 e 109.
De 17 de agosto a 14 de setembro. Tel.: (21) 2227.6894

Leia mais:
Mariana Porto apresenta primeira série de esculturas 
Japan House expõe “Arqueologia do Futuro”, de Tsuyoshi Tane
Iris Apfel: exposição promete tour pelo guarda-roupa da fashionista