Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quando Christian Louboutin era criança em Paris, os saltos altos eram proibidos nos interiores do Palais de la Porte Dorée, uma jóia do Art Deco que por anos abrigou um museu com artes africanas e asiáticas.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A doce vingança do designer acontece em fevereiro de 2020, quando o museu, cuja restauração parcial foi financiada pelo sapateiro de luxo, abrigará uma exposição dedicada à criatividade de Louboutin e suas diversas paixões estéticas.

“É uma janela aberta para o meu cérebro”, resume o designer sobre a curadoria que está preparando, em entrevista ao WWD. Mais de 200 pares de sapatos serão espalhados em uma mistura eclética de obras de arte, móveis, instalações, peças de performance e alguns itens de moda, incluindo cruzes e coroas. Para anotar já na sua agenda cultural!

Palais de la Porte Dorée: 293 Avenue Daumesnil, 75012 Paris, França. Tel. +33 1 53 59 58 60

Leia mais:
Viagem espacial: aposte nas estrelas e no brilho para a noite
Amor ganha fôlego como tendência em 2019
Christian Louboutin: 10 sapatos mais icônicos do designer