Foto: reprodução
Foto: reprodução

Com 80 anos recém completados, Giorgio Armani acaba de anunciar novo projeto: um museu em Milão, na casa posicionada em frente ao headquarter de sua marca na Via Bergognone, onde antes funcionava uma antiga fábrica da Nestlé. Depois de reformado, o espaço irá receber desenhos e criações do designer, além de uma série de iniciativas ligadas a moda como aulas e uma biblioteca recheada de publicações sobre o tema. A proposta? Promover o trabalho de novos designers.

“Milão é a cidade que eu escolhi para viver e trabalhar e tem me ensinado muitas coisas. Aprendi aqui que você não consegue nada por acaso, que descrição é uma virtude e que o que pensamos aqui hoje, amanhã estará na mente de todos”, divaga Armani. “É por isso que decidi colocar os frutos do meu trabalho em um museu, o que não inclui somente roupas, mas também pesquisas de tecidos e experiências. Eu achei que podia ser interessante para todos, principalmente para a próxima geração de jovens interessados em moda e design” explica o estilista. A casa abre junto a Exposição Universal de Milão, entre maio e outubro de 2015.