Foto: Reprodução/Harper's Bazaar
Foto: Reprodução/Harper’s Bazaar

por Mariane Morisawa

Kaya Scodelario ainda acha difícil a parte do seu trabalho que envolve entrevistas. Mas nem dá para perceber. Numa conversa com Bazaar, em Londres, a inglesa de 22 anos não parece a menina tímida que era na pré-adolescência. Era tão insegura que quase perdeu o papel que a revelou. Na hora do teste, desistiu, saiu para fumar e acabou engatando uma conversa com um dos criadores do ousado seriado Skins, que nunca se acanhou em mostrar drogas e sexo. O papo rendeu o trabalho. Foi por causa do programa que ficou famosa. Tinha 14 anos.

Filha da brasileira Katia Scodelario, que criou Kaya sozinha depois de se separar do inglês Roger Humphrey, trabalhando como faxineira e secretária. “O Brasil é muito importante para mim, é o meu coração”, diz Kaya, em bom português. De vez em quando, aparece por aqui e sonha em trabalhar na terra que considera sua. A mãe é sua principal inspiração na vida. “Ela é muito forte.” Por isso, em seu trabalho, busca papéis de mulheres interessantes. “Não conseguiria fazer a garota invejada pelos outros na escola”, afirma. Assim, tende a escolher personagens como a heroína da linda versão de O Morro dos Ventos Uivantes (2011) de Andrea Arnold ou a única menina no meio de um bando de garotos presos num descampado em The Maze RunnerCorrer ou Morrer, de Wes Ball, que estreia neste mês, candidato a novo Jogos Vorazes.

Cena de "The Maze Runner - Correr ou Morrer", de Wes ball, que estreia nesta quinta-feira (18.09) nos cinemas brasileiros - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar
Cena de “The Maze Runner – Correr ou Morrer”, de Wes Ball, que estreia nesta quinta-feira (18.09) nos cinemas brasileiros – Foto: Reprodução/Harper’s Bazaar

Como sempre teve muitos amigos homens, não foi problema nenhum estar rodeada por um elenco completamente masculino, encabeçado por Dylan O’Brien. É que, no fundo, sempre foi moleca. Quando começou sua carreira, não entendia muito essa coisa dos tapetes vermelhos e editoriais de moda. “Tinha um par de sapatos que usava em todos os eventos. Afinal, eram meus sapatos.” Até que alguém colocou na internet fotos dos sapatos repetidos. “No meu mundo, você usa um par de sapatos mais de uma vez”, brinca.

Hoje, claro, está mais acostumada e até aprendeu a gostar de moda. De certa forma, também faz parte da profissão namorar colegas, como Jack O’Connell (que protagoniza Invencível, dirigido por Angelina Jolie) e Elliott Tittensor (da versão original, inglesa, da série Shameless).

Assine Harper’s Bazaar