Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Nesta quarta-feira (01.07), Léa Seydoux está completando 35 anos. A atriz francesa conquistou a indústria cinematográfica e diversas grifes com sua elegância parisiense, beleza forte e talento para interpretar personagens intrigantes. Em sua filmografia, os longas “Azul é a Cor Mais Quente”“Meia-Noite em Paris” se destacam por terem conquistado tanto o público, quanto a crítica.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Casada com André Meyer – com quem tem um filho, George Meyer -, a atriz se tornou queridinha de diversos estilistas, principalmente Nicolas Ghesquière, e é figurinha confirmada na semana de moda de Paris. Para celebrar seu aniversário, veja três filmes com Léa Seydoux que você precisa assistir:

“Meia-Noite em Paris” (2011)

Foto: Reprodução/IMDb

Escrito e dirigido por Woody Allen, a produção conta a história de Gil (Owen Wilson), escritor e roteirista que vai com a família para Paris, cidade que idolatra. Ao passear pela cidade à noite, descobre que é transportado para a Paris de 1920, quando conhece inúmeros intelectuais e artistas que admira, como F. Scott Fitzgerald, Gertrude Stein e Ernest Hemingway.

“Azul é a Cor Mais Quente” (2013)

Foto: Reprodução/IMDb

O filme francês conta a história de Adèle (Adèle Exarchopoulos), uma adolescente que, ao conhecer Emma (Léa Seydoux), uma aspirante a pintora de cabelo azul, descobre o que é amor e liberdade. A produção acompanha a relação dela durante anos – começando quando Adèle ainda está no ensino médio, seguindo sua maturidade precoce e carreira como professora de escola.

Sucesso de público, o longa foi indicado e ganhou diversos prêmios, incluindo o Palma de Ouro (do Festival de Cannes).

“007 Contra Spectre” (2015)

Foto: Reprodução/IMDb

No 24º filme da franquia cinematográfica de James Bond, Léa interpreta uma bond girl. Sua personagem, chamada Madeleine Swann, é filha de Mr. White (Jesper Christensen), integrante da Quantum, que é revelada como parte da SPECTRE, organização criminosa da qual James Bond (Daniel Craig) já havia lutado contra em outros filmes da série.

O sucesso da dupla garantiu que a personagem retorne no filme seguinte da série, “No Time to Die”, que iria lançar em abril, mas, por causa da pandemia do novo coronavírus, teve sua estreia adiada para novembro.