Foto: Juan Esteves/reprodução
Foto: Juan Esteves/reprodução

A artista plástica Tomie Ohtake morreu nesta quinta-feira (12.02), em São Paulo, aos 101 anos. Ela estava internada desde 2 de fevereiro de 2015 no Hospital Sírio-Libanês para tratamento de uma pneumonia. Tomie reagia bem ao tratamento e deveria ter alta médica, mas na terça-feira (10) engasgou com o café da manhã e teve uma broncoaspiração seguida de parada cardíaca.

Japonesa que se tornou brasileira com o tempo, ela foi uma das figuras mais importantes das artes plásticas no Brasil. Começou a pintar aos 39 anos e ficou conhecida por meio das grandes esculturas que mudaram a paisagem urbana da cidade. Fez mais de 50 exposições individuais e participou de mais de 80 coletivas. Teve uma carreira produtiva, reconhecida e longa.

Tomie Ohtake nasceu em 1913, em Kioto, no Japão. Veio para o Brasil em 1936, aos 23 anos, para visitar um irmão que já morava aqui, e acabou ficando. Em 1968 ela se naturalizou brasileira. O velório acontece amanhã no Instituto Tomie Ohtake, na zona oeste da cidade, e será aberto ao público. Depois o corpo será cremado, em uma cerimônia fechada para familiares

Bazaar deixa aqui sua homenagem a esta grande artista.