A cantora e compositora Olivia Gênesi lança neste domingo (20.09) o videoclipe de um de seus últimos singles “Sem Palavras”, escrita em parceria com a jornalista e compositora Ligia Kas.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Romântica e com uma letra extensa, a canção retrata um relacionamento intenso e verdadeiro entre duas mulheres.

Cantora Olivia Gênesi estreia videoclipe de “Sem Palavras”, escrito em parceria com Lígia Kas (Foto: Divulgação)

Gravado em casa com a ajuda de seu marido, Paulo Preto, fotógrafo e diretor de fotografia, Olivia conta que ficou muito feliz com o resultado do trabalho que lança hoje, que é uma parceria dela com a artista plástica Angelita Cardoso.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Olivia Gênesi (@olivia_genesi) on

“O clipe intercala imagens minhas em close com obras da Cardoso, que faz todo seu trabalho pautado no mundo feminino. Achei que as obras dela acabaram dando o sentido exato de intensidade que eu achava que a canção precisava: um relacionamento entre duas mulheres, um amor intenso e muito verdadeiro”, contou com exclusividade à Harper’s Bazaar.

A cantora que tem mais de 10 álbuns lançados contou um pouco mais sobre a produção musical durante a quarentena e seus futuros trabalhos. Veja o papo na íntegra.

Trecho do videoclipe de “Sem Palavras”, nova faixa da cantora Olivia Gênesi (Foto: Divulgação)

Harper’s Bazaar – Como foi sua produção musical durante a quarentena?

Olivia Gênesi – Eu me senti muito produtiva porque, a gente que compõe, sempre tem uma dificuldade de parar para compôr porque a vida é muito corrida, estamos sempre fazendo shows. Quando veio a obrigatoriedade de parar, eu já me virei para este lado da minha vida. Como eu tenho um estúdio em casa, ficou muito mais fácil e legal porque eu continuei produzindo. Além de que a gente absorve do entorno para ser a inspiração. O artista que cria, que não é apenas intérprete, ele se envolve com o que está acontecendo, absorve para ele e coloca para fora de alguma maneira todo aquele sentimento.

Harper’s Bazaar – Além do single “Sem Palavras”, qual mais você lançou?

Olivia Gênesi – O primeiro que eu lancei foi o “Em Casa”, bem sugestivo, no começo da quarentena. Logo depois desse, veio “O Que Eu Quero Ouvir”, que é uma canção de amor, que também teve clipe. É uma canção que tem inspiração do que é mais importante para cada pessoa. Essa pandemia acertou as pessoas de igual maneira. As pessoas são obrigadas a refletir sobre as prioridades, valores. É uma canção de amor banalizado, mas eu acredito que ainda seja este sentimento que une em todos os aspectos. É aquele amor que leva as pessoas a viverem em liberdade anterior. Na sequência, veio o single “Sem Palavras”, que o clipe chegou hoje à noite.

Harper’s Bazaar – E você vem neste ritmo de lançar singles individuais?

Olivia Gênesi – Sim, este é o novo esquema. Estamos lançando singles individuais. Eu tenho mais de 10 álbuns lançados. Agora, o formato do consumo musical mudou muito. Para nós, artistas, é mais interessante lançar o single, postar e fazer a divulgação da nova faixa já com o clipe. Agora é outro tipo de formato. As pessoas não tem mais a disposição de ouvir um álbum inteiro. São outros tipos de ouvintes. As pessoas que acompanham nosso trabalho já esperam por novos trabalhos semanais. Fora os singles, eu também tenho feito lives semanais, todos os sábados. Nestas lives, também já toco as inéditas, vou vendo a reação do público.

Harper’s Bazaar – E como foi a receptividade de quem acompanha seu trabalho com estas lives?

Olivia Gênesi – Aderiram demais. Tem uma galera que fica esperando a live. Muitos jantam assistindo a live. É interessante porque, quando eu comecei a fazer estas lives, eu fiz muitas focadas mais em jazz e blue, misturando com clássicas do rock. Isso é um tipo de público. Como eu faço voz e piano, o pessoal começou a pedir novos estilos, que já acompanham meu trabalho e sabe meu repertório. Comecei a fazer, então, lives com as minhas músicas autorais e não parei mais.

Harper’s Bazaar – Me conta um pouco sobre este single “Sem Palavras”, que ganhou clipe hoje?

Olivia Gênesi – Este single a letra é muito forte. Ela fala de um relacionamento entre duas mulheres. Quem escreveu foi a jornalista e compositora Ligia Kas. Quando ela me entregou a letra, eu peguei o violão e já comecei a cantar, como se eu já conhecesse aquela música. A melodia veio muito rápido, fiz a parte musical em 10 minutos. Foi bem intenso. É uma música que tem um peso, ela é intensa. Fiquei pensando bastante sobre como seria este clipe, o que eu poderia fazer com ela. Que maneira que eu teria para transferir esta força e intensidade para o clipe, levando em conta que eu estou gravando meus clipes dentro de casa mesmo, com a ajuda do meu marido Paulo Preto, que é fotógrafo e diretor de fotografia. Ele sempre me ajuda em tudo.

Harper’s Bazaar – Então, você gravou este clipe de hoje em casa?

Olivia Gênesi – Sim, gravei em casa. Eu logo imaginei que, como é algo bem particular e intensa, eu pensei em fazer uma sobreposição de imagens minhas cantando de um jeito bem cru, usando plano fechado, em close, com artes de mulheres. Nessa, eu lembrei de uma artista plástica chamada Angelita Cardoso, que o tema do trabalho dela é o universo feminino. Ela tem uma coleção de obras em que ela pintou rostos de mulheres também em plano fechado. Entrei em contato com ela e ela topou fazer parte do clipe comigo. Me mandou fotos de todas as obras e elas entraram no corte final do videoclipe. É bem legal porque, estas obras – grande parte – estão disponíveis para quem quiser adquirir após assistir o clipe. Depois da estreia, as pessoas podem entrar em contato com a Angelita, para comprar. Achei que as obras dela acabaram dando o sentido exato de intensidade que eu achava que a canção precisava: um relacionamento entre duas mulheres, um amor intenso e muito verdadeiro.